Vitreo lança primeiros fundos de NTFs do Brasil

Avatar



A financeira Vitreo lançou dois novos fundos temáticos – até então inéditos no país – com aportes a partir de R$ 1.000 e R$ 5.000. O anúncio foi feito na quarta-feira (6).

A plataforma oferece ao investidor brasileiro – qualificado ou não – a oportunidade de aplicar em teses ligadas a NTFs, a nova onda do ecossistema dos criptoativos, de forma descomplicada, superando a dificuldade de acesso do público.

 

Esses ativos digitais estão ganhando popularidade, principalmente nos meios dos games e das artes visuais, com artistas e galerias de arte vendendo obras em formato digital, e algumas vezes a preços bilionários.

Para aplicar nos destaques deste segmento, o investidor precisava abrir conta em exchanges no exterior, com obstáculos como o idioma e o entendimento de normas de regulação de outros países.

“Além disso, para fazer a transação, o investidor teria de enviar o dinheiro (em reais) e converter para alguma moeda digital (bitcoin, por exemplo), para, finalmente, tentar comprar os NFTs”, explica o sócio-fundador e CIO da Vitreo. George Wachsmann.

Agora, por meio dos novos fundos da Vitreo, os investidores poderão investir em tokens de games de forma simples, como já fazem para comprar uma ação em plataformas digitais. A proposta da empresa é garantir a oportunidade ao público brasileiro de forma simples, segura e consistente desse universo que movimenta trilhões de dólares em todo mundo, além de ser considerado um dos mercados mais inovadores nos últimos tempos.

Conheça os fundos da Vitreo

Para o investidor qualificado, a Vitreo oferece o Cripto NFT, que aplicará 100% dos recursos em NFTs no exterior. O aporte mínimo no fundo é de R$ 5.000. As taxas de administração e de performance ficam em 1,40% ao ano (taxa máxima de 1,50% ao ano) e em 20% sobre o que exceder o referencial (o índice IDCOTS + 2%), respectivamente. O resgate é em dez dias (D+10).

Já para o público em geral, a aposta da Vitreo é o Coin NFT. Sua composição é de 20% em NFTs e de 80% em ETFs de criptoativos como QBTC11, QETH11 e o HASH11. O aporte mínimo é de R$ 1.000. A taxa de administração é de 0,34% ao ano (taxa máxima de 0,50% ao ano) a de performance recai apenas sobre os fundos investidos. O resgate é em cinco dias (D+5).

 

Marketcrypto.com.br: News

EnglishGermanPortugueseRussian