Vik Traders: o que aconteceu com essa suposta pirâmide de Bitcoin?

Vik Traders: o que aconteceu com essa suposta pirâmide de Bitcoin?

A Vik Traders é uma empresa que prometia rendimentos diários de 3% sobre supostas operações com Bitcoin.

Assim como outras empresas suspeitas de executar uma “pirâmide de Bitcoin”, a Vik Traders interrompeu seus saques.

Desde o terceiro trimestre de 2019, os clientes não recebem seus valores. O que aconteceu com essa empresa e seus clientes?

Vik Traders lesou clientes, mas e aí?

A Vik Traders atuava principalmente no Distrito Federal, embora a empresa afirmasse que sua sede era no Panamá.

O login Vik Traders era fácil como os demais: bastava um valor de ativação em dólares – variando entre US$ 100 a US$ 4.800 – e logo as métricas explodiam na tela.

Ela atuou sem problemas durante alguns meses de 2019, até que as primeiras reclamações começaram a surgir. O “sucesso” foi talvez pela vontade dos clientes Vik Trades de entrar em uma nova fase de prosperidade.

Os problemas começaram ainda em julho daquele ano, quando clientes começaram a reclamar de saques em atraso.

Por meio de seu site, a empresa culpou um ex-funcionário da plataforma pelos atrasos nos saques.

Uma parte dos clientes ainda conseguia sacar os valores, saindo em defesa da Vik Traders.

Contudo, pouco tempo se passou antes que todos tivessem seus valores retidos. Em setembro de 2019, eram poucos aqueles que acreditavam na seriedade da empresa.

Então, as coisas começaram a escalar rapidamente. Em outubro, a empresa foi denunciada à Comissão de Valores Mobiliários (CVM), conforme ressaltou o Cointelegraph Brasil.

O chefe da suposta pirâmide, Walter Anders, então criou um plano junto com líderes da empresa.

O plano foi exibido em um vídeo, onde líderes defendem uma multa de 30% no saque dos investidores, visando interromper o fluxo de saída de dinheiro da plataforma.

Além disso, para sacar o valor completo, investidores deveriam aguardar 60 dias. O aviso seria feito pela própria Vik Traders no login, conforme sugere um dos líderes.

Também não demorou até que a página do Reclame Aqui da empresa ganhasse um amontoado de reclamações.

Atualmente, o “Vik Traders Reclame Aqui” soma 75 reclamações de clientes insatisfeitos.

Segundo uma apuração feita no Jusbrasil pelo CriptoFácil, atualmente 23 processos tramitam contra a Vik Traders.

Muito se perguntou: Vik Traders é confiável? A resposta acabou sendo negativa, tendo em vista a quantidade de clientes lesados.

Vik Traders apareceu na Globo

Em dezembro de 2019, a Vik Traders apareceu como exemplo de golpe em um programa da Globo.

O “Bom Dia DF” do dia 9 de dezembro exibiu alertas como pirâmides financeiras que usam a imagem do Bitcoin. A reportagem chamou o esquema de “golpe das moedas virtuais”.

A reportagem apontou que uma vítima perdeu pelo menos R$ 100 mil. A quantia foi oriunda das economias da vítima somadas a um empréstimo bancário.

O Bom Dia DF revelou ainda que a Vik Traders sequer tinha CNPJ.

Uma advogada investiu R$ 50 mil, entretanto, ela acionou a empresa judicialmente assim que os bloqueios começaram.

A apresentadora conclui com um velho ditado: quando a esmola é demais, o cego desconfia. A Vik Traders se recusou a falar com a Globo.

O que aconteceu?

De forma resumida, nada aconteceu.

Walter Anders continua em liberdade, e os clientes continuam com valores retidos na plataforma.

A Vik Traders é mais um caso em que uma empresa se aproveitou dos desconhecimentos dos clientes sobre criptomoedas e deixou diversas pessoas lesadas.

Leia também: “Day Trade é coisa de gente burra, baixa e preguiçosa”, diz youtuber

Leia também: CEO do Twitter diz: Bitcoin é a melhor criptomoeda da atualidade

Leia também: Uniswap dá dinheiro de graça para seus usuários

BTC LAST NEWS: Crupto Facil