Venda de R$ 9 bilhões em Bitcoin da Mt. Gox é adiada para dezembro

Venda de R$ 9 bilhões em Bitcoin da Mt. Gox é adiada para dezembro

Os entusiastas das criptomoedas seguem atentos à proposta do plano de reabilitação da Mt. Gox.

Dessa maneira, a decisão que pode influenciar no inundamento de oferta de BTC no mercado de BTC foi adiada para o dia 15 de dezembro.

Caso o plano de reabilitação seja proposto na data prevista, é possível que o mercado receba cerca de 150 mil BTC (R$ 9 bilhões) oriundos dos fundos roubados da exchange japonesa em meados de 2013.

Plano de reabilitação da Mt. Gox é adiada para dezembro

Nobuaki Kobayashi é o administrador do plano de recuperação da Mt. Gox.

Na quinta-feira (15), o advogado afirmou que precisa de mais tempo para apresentar a sua proposta:

“O administrador do plano de reabilitação está formulando o documento, mas existem questões que precisam de um exame mais aprofundado. Assim, se tornou necessário estender o prazo para a apresentação do plano de reabilitação.

Na luz dos acontecimentos, o administrador entrou com um pedido de extensão do prazo junto à Corte de Tóquio. Logo, em 14 de outubro de 2020, a Corte emitiu uma ordem na qual estendeu o prazo para 15 de dezembro de 2020.”

Vale ressaltar que o plano que pode devolver parte dos BTC roubados aos antigos clientes da Mt. Gox já foi adiado em outras ocasiões.

Mercado pode ser inundado com 150 mil BTC

A preocupação dos investidores de criptomoedas é sobre a possibilidade de que o mercado seja inundado com os BTC que estão sob a guarda de Kobayashi após a apresentação do seu plano.

Dessa maneira, o destino de R$ 9 bilhões em BTC está nas mãos do advogado responsável pelos fundos da antiga corretora de criptomoedas.

A Mt. Gox já foi a principal exchange do mercado. Quando a empresa foi hackeada, ela processava cerca de 70% de todas as transações mundiais de Bitcoin.

Contudo, cerca 850 mil BTC foram perdidos após o hack da corretora.

Há bastante controvérsia acerca do hack. Parte da criptoesfera acredita que a Mt. Gox possui responsabilidade direta sobre os eventos.

De todo modo, aproximadamente 200 mil BTC foram recuperados semanas após o incidente. Desse montante, Kobayashi é responsável pelo destino de 150 mil BTC.

Entretanto, os clientes da empresa ainda não conseguiram reaver o seu prejuízo.

Muitos entusiastas do BTC acreditam que os futuros receptores do BTC podem vender o seu estoque, já que o valor do Bitcoin valorizou quase 2.000% desde aquela época.

Leia também: Cerca de 14% do Bitcoin em circulação é controlado por 5 exchanges

Leia também: Mais de R$ 5 bilhões foram investidos em Bitcoin por meio da Grayscale

Leia também: “Bitcoin é o e-mail, Ethereum é a internet”, afirma regulador dos Estados Unidos

BTC LAST NEWS: Crupto Facil