Veja as criptomoedas que valorizaram 1.000% em 2020

Veja as criptomoedas que valorizaram 1.000% em 2020

As finanças descentralizadas (DeFi) estão chamando a atenção dos investidores de criptomoedas.

Assim, a principal justificativa para a fama do DeFi reside na valorização intensa que diversos tokens sofreram em um curto período de tempo.

No ano de 2020, oito desses tokens valorizaram 1.000% ou mais.

Além disso, no top 15 dos tokens DeFi mais valorizados, o retorno sobre o investimento alcançou, no mínimo, 238%.

Três tokens DeFi valorizaram mais de 4.000% em 2020

No ranking publicado pelo CryptoDiffer, é possível observar os 15 tokens DeFi que mais valorizaram durante este ano.

Ranking dos tokens DeFi que mais valorizaram em 2020
Ranking dos tokens DeFi que mais valorizaram em 2020

Quem lidera a lista é o UMA (UMA), com uma valorização de 6.412% em pouco menos de nove meses. No entanto, o UMA ocupa “apenas” a terceira posição no ranking DeFi do CoinGecko em valor de mercado.

Dessa maneira, o UMA está cotado em R$ 89,40. Ademais, a rede do UMA vale R$ 4,9 bilhões no momento da escrita desta matéria.

Na sequência vem o yearn.finance (YFI), com uma valorização de 5.251%.

O YFI é o criptoativo mais valioso do mundo, quando considerado apenas o seu valor unitário. Esse token DeFi está cotado em R$ 176.160, com um valor de mercado de R$ 5,28 bilhões.

 Em terceiro lugar, está o xDAI Stake (STAKE), que valorizou 4.565% em 2020. No ranking dos tokens DeFi, o STAKE ocupa a 35ª posição, com um valor de mercado de R$ 296 milhões.

Mais tokens deram retornos significativos

Além dos três tokens DeFi que valorizaram mais de 4.000%, outros criptoativos apresentaram um grande retorno aos investidores:

  • Orion Protocol (ORN): cotado a R$ 11,87, valorizou 2.410%;
  • JUST (JST): cotado a R$ 0,22, valorizou 2.149%;
  • Serum (SRM): cotado a R$ 12,07, valorizou 1.459%;
  • Tradecoin (TRADE): cotado a R$ 0,0087, valorizou 1.190%;
  • Aleph.im (ALEP): cotado a R$ 1,35, valorizou 1.098%.

É importante destacar que o percentual de valorização se refere à cotação dos tokens em dólares, já que a moeda estadunidense é referência no mercado de criptoativos.

De todo modo, a valorização de todos esses tokens em reais é ainda mais intensa, já que a o real se desvalorizou mais de 30% em 2020 na comparação com o dólar.

Leia também: Maiores “ricaços” do Bitcoin são listados por pesquisa

Leia também: Antigo crítico do Bitcoin muda de ideia: “você vai precisar de pelo menos 1 BTC”

Leia também: Coinbase anuncia listagem da criptomoeda mais cara do mundo

BTC LAST NEWS: Crupto Facil