VanEck envia nova proposta de ETF de Bitcoin à SEC

VanEck envia nova proposta de ETF de Bitcoin à SEC

Depois de um 2020 com grandes marcos, o ano fecha com a volta do ETF de Bitcoin. A gestora de ativos VanEck apresentou o pedido à Comissão de Valores Mobiliários dos Estados Unidos (SEC, na sigla em inglês).

O pedido foi apresentado na quarta-feira (30). O ETF proposto terá o nome de “VanEck Bitcoin Trust” e será negociado na Cboe. Ele terá como referência o índice MVIS®, organizado pela CryptoCompare.

Esta não é a primeira tentativa da VanEck de criar um ETF de Bitcoin. A empresa fez um pedido semelhante no ano passado. Porém, ele foi retirado em setembro de 2019.

CEO mostra otimismo com o Bitcoin

Mesmo tendo retirado seu pedido, a VanEck não se afastou do mercado de Bitcoin. No início do ano, a empresa destacou a criptomoeda como um “incremento” nos portfólios de investimentos.

Ainda na quarta-feira (30), O CEO da gestora, Jan van Eck, escreveu um texto mostrando sua visão sobre o Bitcoin. Ele citou que hoje é muito mais fácil adquirir a criptomoeda.

“A primeira resposta é que cada vez mais investidores estão comprando bitcoin. Mesmo que você não tenha aberto uma conta em uma crypto exchange, você pode comprar bitcoin gradualmente em aplicativos que já possui em seu telefone”, disse van Eck.

ETF em 2021?

Até agora, a SEC recebeu várias propostas para abertura de ETFs de Bitcoin. Elas partiram de várias empresas, desde a Bitwise até a própria VanEck.

No entanto, o órgão rejeitou todos. O recorde ocorreu no dia 22 de agosto de 2018, quando a SEC rejeitou sete propostas.

Em outubro, o presidente da SEC, Jay Clayton, disse que a agência ainda estava aberta para considerar propostas de ETF.

Clayton renunciou oficialmente na semana passada. Para seu lugar, Donald Trump apontou Elad Roisman, conhecido como um defensor das criptomoedas.

Outra que deixará seu posto na SEC é Dalia Blass, diretora da divisão de gestão de investimentos. Em 2018, Blass criticou a criação de um ETF de Bitcoin. Para ela, o mercado não era grande ou líquido o suficiente para suportar este produto.

Caso o nome de Roisman seja aprovado, as chances da aprovação de um ETF de Bitcoin aumentam. Afinal, hoje o mercado possui mais peso e liquidez do que nunca.

Leia também: Escassez do Bitcoin vai manter a presente alta, indica estudo

Leia também: Especialistas fazem previsões para preço do Bitcoin em 2021

Leia também: Início de 2021 será explosivo para Ethereum, prevê analista

BTC LAST NEWS: Crupto Facil