Uniswap dá dinheiro de graça para seus usuários

Uniswap dá dinheiro de graça para seus usuários

Os usuários da Uniswap estão recebendo um “airdrop” de UNI, o novo token da exchange descentralizada.

Airdrop é uma distribuição gratuita de tokens realizada por alguns projetos.

O UNI foi lançado na quarta-feira (16). Um bilhão de UNI foi emitido e está sendo distribuído para os investidores da Uniswap.

Dessa maneira, o airdrop está fazendo a alegria de milhares de investidores do ramo de finanças descentalizadas (DeFi).

UNI distribui tokens para usuários

O UNI é um dos assuntos mais comentados da criptoesfera desde o seu anúncio, realizado através do blog da Uniswap.

Na publicação, a exchange explicou que os tokens seriam distribuídos para a sua comunidade de usuários.

Assim, 600 milhões de UNI estão sendo alocados para os usuários da Uniswap.

Para conseguir receber o UNI, o investidor precisa conectar a sua carteira de criptomoedas à plataforma da Uniswap.

Contudo, apenas quem utilizou os serviços da Uniswap até 1º de setembro terá direito a receber UNI.

Aqueles que possuem direito ao UNI necessitam aprovar o contrato inteligente e pagar uma taxa em Ethereum (ETH). Depois, o UNI é depositado na carteira do investidor.

O valor a ser recebido pelos usuários depende da maneira como os usuários utilizaram a Uniswap.

Assim, os investidores e mineradores que fizeram uso mais intenso da Uniswap estão ganhando mais UNI do que os “usuários de ocasião”:

Lista dos maiores ganhadores do airdrop do UNI
Lista de UNI distribuídos. Fonte: NansenAI

Na imagem, é possível analisar os maiores recebedores de UNI.

Atualmente, o UNI está cotado a R$ 26,60, com uma valorização de 96% desde o seu lançamento.

Desse modo, há investidores que estão ganhando milhões de reais em UNI de maneira “gratuita”.

Ademais, após poucas horas do lançamento, o token foi listado pela Coinbase e pela Binance. Ambas as empresas são duas das maiores exchanges de criptomoedas do mundo.

Uniswap é uma exchange descentralizada

A Uniswap é uma exchange descentralizada baseada na blockchain do Ethereum.

Na visão de Felipe Sant’Ana, representante da Paradigma Education, a distribuição de UNI abriu um precedente no universo DeFi:

“A distribuição dos UNI recompensou quem foi pioneiro. Fica uma lição: desbravar experimentos novos nessa indústria pode ser custoso, mas também pode ser muito lucrativo. Essa é aquela velha noção da ‘assimetria’. A Paradigma Education tem uma equipe de primeira linha pra filtrar o joio do trigo e apontar as oportunidades mais interessantes.

Todo mundo que já usou Uniswap ganhou sua parcela de UNI. É parecido com quem comprou uma linha telefônica há 30 anos atrás e recebeu algumas ações de empresa junto ao aparelho (os mais velhos se lembram). A grande diferença é que clientes telefônicos não querem saber de finanças, enquanto os usuários da Uniswap estão ali literalmente pra isso. O interesse deles é estreitamente alinhado ao do próprio serviço.”

Através da Uniswap, os usuários conseguem negociar tokens ERC-20 (baseados em Ethereum) sem o pagamento de taxas.

Isso acontece porque a Uniswap não precisa criar liquidez para as trocas, ao contrário das corretoras convencionais. Ao invés disso, a liquidez é gerada pelo desenvolvedor dos tokens ou pela comunidade de investidores da Uniswap.

Sant’Ana também comentou sobre a diferença entre a Uniswap e as exchanges convencionais:

“A Uniswap já é mais líquida que as maiores corretoras de criptoativos do mundo em certos pares.

Faz tempo que se especula sobre o potencial das ‘exchanges sem dono’ de substituir as Coinbases da vida. Essa narrativa nunca esteve tão forte – e suportada por dados – como em 2020.”

Por fim, vale ressaltar que as taxas de mineração ainda são necessárias para realizar as transações.

Leia também: Investidor investe R$ 1.000 e lucra R$ 1 milhão com token DeFi

Leia também: DeFi confunde até mesmo veteranos das criptomoedas

Leia também: Dólar Digital: EUA investe na criação de carteira digital

BTC LAST NEWS: Crupto Facil