Traders armam esquema de pump em ações de empresas esquecidas

Traders armam esquema de pump em ações de empresas esquecidas

As ações de uma rede de lojas de games que resiste à digitalização do setor valorizaram. Trata-se da GameStop, empresa que chamou enorme atenção do mercado financeiro — e de um grupo de traders — no início desta semana.

Com um modelo de negócios ultrapassado, a empresa dificilmente teria ganhos a oferecer. No entanto, o preço de suas ações simplesmente disparou nos últimos dias.

No que está sendo chamado de “maior liquidação de posições em venda da história”, a GameStop deu muitos lucros a vários investidores.

Além disso, revelou uma estratégia usada por muitos traders: apostar em ações de empresas decadentes.

Volatilidade digna de criptomoedas

As ações da GameStop (GME) tiveram uma forte volatilidade em seu preço. Na segunda-feira (25), as ações chegaram a disparar quase 145%, atingindo novo recorde em US$ 141.

Contudo, essa não foi uma valorização isolada. Desde o começo do ano, as ações da GME dispararam, atingindo valorização de cerca de 250%. A título de comparação, as ações abriram o primeiro pregão do ano valendo US$ 17,57.

Valorização da GME desde o início do ano
Valorização da GME desde o início do ano. Fonte: TradingView

A volatilidade começou antes do fechamento diário. Durante o pregão, as ações desaceleraram fortemente. Com isso, os ganhos da GME fecharam o dia em “apenas” 18%, negociadas a US$ 76,79.

Fortes prejuízos e alertas de bolha

Quem estava comprado na empresa e aproveitou os movimentos teve a chance de embolsar fortes ganhos. No entanto, o maior prejuízo ficou com quem apostava contra, ou seja, operava vendido.

A aposta de investidores contra a GameStop tem duas bases. A primeira deles é o seu modelo de negócio concentrado em lojas físicas, o qual é visto como ultrapassado e cheio de dificuldades.

Isso leva à segunda base. Por conta desse modelo, a empresa tende a sofrer mais dificuldades contra grandes varejistas online.

As maiores ameaças são a Amazon e as lojas de games online da Sony e Microsoft, por exemplo. Com o crescimento delas, comprar jogos em mídias físicas virou coisa do passado.

No entanto, a valorização desta segunda-feira pegou os vendedores de surpresa. As perdas de investidores que estavam vendidos na GameStop chegaram a US$ 3,3 bilhões, cerca de R$ 17,8 bilhões na cotação atual.

A forte alta da empresa reforçou os argumentos de quem aponta que há uma bolha em muitos ativos no mercado. Afinal, não houve qualquer justificativa para uma valorização tão expressiva.

Antigas gigantes viram máquinas de “riqueza rápida”

O evento da GameStop foi impactante, mas não é algo isolado. Segundo a Bloomberg, a febre entre muitos usuários do Reddit é a negociação de ações de companhias gigantes do passado.

Um desses exemplos é a Nokia. A companhia já foi a maior fabricante de celulares do mundo. Porém, ela acabou ultrapassada por empresas como Samsung e Apple, perdendo enorme fatia desse mercado.

Mesmo assim, as ações da Nokia tiveram uma forte alta de 13% na semana passada, chegando a ser negociadas acima de 4 euros. Esta foi a maior valorização semanal da empresa em mais de sete anos.

Valorização semanal Nokia
Valorização semanal Nokia. Fonte: TradingView.

Parte desse movimento veio de um fórum chamado WallStreetBets (“apostas de Wall Street”, em tradução livre). Eles realizam operações que causam aumentos, os chamados pumps, no preço de certas ações.

Os membros deste fórum conseguiram manipular dezenas de ações nos Estados Unidos nas últimas semanas. Foi por meio das ações desse grupo que as ações da GameStop e Nokia dispararam.

No entanto, esses traders possuem como foco empresas dos EUA. A Nokia parece ser a única empresa da Europa que sofreu “pump” até agora.

Motivos para essa manipulação

A popularidade da empresa finlandesa no Reddit deriva em parte da nostalgia pelos seus telefones. No início dos anos 2000, eles eram conhecidos por sua durabilidade e jogos como Snake.

Para o analista Neil Campling, existe uma série de fatores que levam a esse movimento. Um deles é o dólar bastante desvalorizado, que faz os investidores tomarem mais riscos em busca de mais retornos.

O segundo é o baixo preço das ações. Essas empresas costumam ser negociadas a preços muito baratos. Isso estimula a entrada no mercado com a percepção de baixo risco.

Por fim, muitos traders de fato gostam dessas empresas. Para eles, as companhias remontam a um período nostálgico e, ao mesmo tempo, a busca por lucros rápidos.

“É como se alguém tivesse encontrado um jornal de 2006 para identificar quem eram as empresas de tecnologia de ouro daquela época. Acrescente a atração percebida de um dólar absoluto baixo, o preço das ações na casa de um dígito, e uma marca que as pessoas lembram”, disse.

Leia também: Analista brasileiro prevê Bitcoin a R$ 380 mil ainda em 2021

Leia também: Binance libera compras de criptomoedas em reais com cartões de crédito

Leia também: Instituições estão começando a comprar Ethereum, afirma Coinbase

BTC LAST NEWS: Crupto Facil