Token DeFi é afetado por bug crítico e dura apenas 2 dias

Token DeFi é afetado por bug crítico e dura apenas 2 dias

O Protocolo YAM tomou a comunidade dos entusiastas de criptomoedas de assalto.

Criado no dia 11 de agosto, o token virou febre entre os investidores. De zero, alcançou um valor de mercado de quase R$ 5 bilhões em aproximadamente 6 horas.

Trata-se de um projeto do setor de finanças descentralizadas, também conhecido como DeFi.

Assim, entre memes e críticas, o projeto DeFi se popularizou de forma intensa.

O YAM foi criado para ter paridade com o dólar – ou seja, cada YAM valeria US$ 1,00. Contudo, o preço chegou a bater os US$ 167 em certos momentos do dia 12 de agosto.

No Twitter, o token DeFi foi um dos assuntos mais comentados das últimas 48 horas. Porém, parece que o sonho acabou.

"Salve o YAM"

Bug impossibilita a governança do Protocolo YAM

O Protocolo YAM foi colocado em vigor no dia 11 de agosto. Um dos pontos-chave do YAM era a sua governança pela comunidade de investidores.

Para que a governança fosse possível, os investidores deveriam utilizar as suas reservas de tokens yCRV para conduzir votações.

O processo de governança estava ligado diretamente ao processo do YAM conhecido como “rebase”.

Resumidamente, a função de rebase é:

O YAM utiliza os tokens yCRV para criar um tesouro, que deve ser administrado pela comunidade YAM.

Logo, a cada nova expansão da oferta de criptomoedas, 10% do valor é destinado à compra dos yCRV. Os yCRV são adicionados ao tesouro, num movimento que é chamado de “rebase”, ou novo embasamento.

Entretanto, na tarde do dia 12 de agosto, um problema foi encontrado na função de rebase do Protocolo.

No caso, o bug permite a emissão de mais yCRV do que o desejado. O excesso seria suficiente para impedir o alcance de um consenso no segundo “rebaseamento” do YAM.

A reserva de yCRV aumentaria de forma desproporcional os fundos de yCRV dos investidores de YAM, impedindo as votações e o consenso.

Assim, na prática, eles não teriam uma reserva grande o suficiente para atingir a maioria de votos necessária para ditar os próximos passos do token.

Votação não seria capaz de salvar o YAM

Os criadores do YAM mobilizaram a comunidade de investidores do token de forma rápida, ainda no dia 12 de agosto.

Como resultado, atingiu-se rapidamente o quórum desejado para abrir uma votação e tentar solucionar o problema.

Entretanto, a votação não seria suficiente para reverter o bug, de acordo com os criadores.

Na visão deles, o bug iria interagir com o módulo de governança e, portanto, prevenir a votação de ser bem sucedida.

Desta forma, na prática, o YAM se tornou um token inútil.

Os fundos alocados para a reserva estão trancados e será impossível atingir um nível de governança para recuperar o protocolo.

Os investidores foram incentivados a retirar todos os seus depósitos do YAM, antes do segundo rebaseamento.

Todavia, vários deles sofreram perdas significativas, tendo em vista a queda do preço do token após a descoberta do bug.

Preço do YAM
Preço do YAM

YAM 2.0 vem por aí?

Ainda segundo os criadores do protocolo, a comunidade de entusiastas do YAM merece uma segunda chance.

Desse modo, pode haver uma auditoria dos contratos do YAM 1.0, a fim de apoiar o lançamento da versão 2.0. A auditoria vai depender do custeio dos entusiastas.

No entanto, para diversos investidores, o Protocolo YAM não passa de uma pirâmide. Os últimos investidores a pularem do barco sofrem as piores consequências.

O que resta é esperar para saber se haverá uma nova tentativa de colocar o “Protocolo da Batata Doce” em prática.

Leia também: Endereços ativos de Ethereum afetam diretamente seu preço

Leia também: Homem que perdeu 8.999 BTC em 2010 teria R$ 540 milhões hoje

Leia também: PIX tem regulamento aprovado pelo Banco Central, marcando fim do TED e DOC

BTC LAST NEWS: Crupto Facil