TikTok recusa compra pela Microsoft mesmo com pressão de Trump

TikTok recusa compra pela Microsoft mesmo com pressão de Trump

A tensão comercial entre os Estados Unidos e a China está causando problemas para algumas empresas de tecnologia.

O TikTok, aplicativo de vídeos da chinesa ByteDance, foi a iniciativa mais recente do gigante asiático a entrar na mira de Donald Trump.

De acordo com Trump, o TikTok e outros aplicativos chineses representam uma ameaça para a segurança nacional dos Estados Unidos.

Assim, o presidente ordenou que as operações do aplicativo em território estadunidense fossem vendidas para uma empresa local.

Contudo, o TikTok recusou uma oferta de compra da Microsoft, para surpresa geral do mercado.

TikTok recusa oferta da Microsoft

O TikTok é uma plataforma na qual os usuários publicam vídeos curtos, de poucos segundos de duração.

Em 2020, o aplicativo explodiu, apesar de ter sido criado em 2016.

Porém, Donald Trump está utilizando a popularidade do aplicativo como uma arma na disputa comercial contra a China. De acordo com ele, o aplicativo pode estar sendo utilizado para espionagem pelos chineses.

No entanto, a China nega as acusações de Trump em relação à espionagem dos cidadãos estadunidenses. De toda maneira, a controladora do TikTok aceitou a oferta da Oracle, que é outra gigante da tecnologia.

Ainda não há detalhes sobre o acordo, tampouco certeza de que ele será capaz de evitar o banimento do TikTok nos Estados Unidos.

Parceria com a Oracle

No momento, é difícil saber se a preocupação de Trump sobre os aplicativos chineses é real ou um mero estratagema político.

Segundo a CNN, a Oracle vai agir como uma intermediária entre a ByteDance e o governo estadunidense.

Entretanto, essa não é a primeira vez que o governo dos EUA interfere diretamente nos negócios de empresas estrangeiras. O aplicativo de mensagens WeChat, também de origem chinesa, está sendo contestado pelos Estados Unidos pelo mesmo motivo do TikTok.

Além disso, empresas russas e de outras nacionalidades foram acusadas de atentarem contra a segurança nacional dos EUA no passado.

Logo, é comum que a política interfira de maneira decisiva em assuntos que fazem parte de outras esferas, como está acontecendo agora com o TikTok.

Finalmente, caso o banimento do TikTok seja efetivado nos EUA, é possível que a ByteDance sofra um grande prejuízo. Aproximadamente 100 milhões de estadunidenses utilizam o aplicativo chinês.

Leia também: Bradesco, Nubank e Itaú utilizarão solução do PayPal em compras online

Leia também: Banco do Brasil afirma que vai continuar fechando contas de exchanges

Leia também: Traders apostam no Bitcoin a R$ 190 mil até o fim do ano

BTC LAST NEWS: Crupto Facil