Telegram vai começar a gerar receita a partir de 2021

Telegram vai começar a gerar receita a partir de 2021

O fundador do Telegram, Pavel Durov, informou que a plataforma começará a gerar receita a partir do próximo ano.

Segundo ele, essa foi a maneira encontrada pelo Telegram para suportar o crescimento da plataforma que já possui mais de 500 milhões de usuários ativos.

“Afinal, mais usuários significam mais despesas com tráfego e servidores. Um projeto do nosso tamanho precisa de pelo menos algumas centenas de milhões de dólares por ano para continuar”, disse ele em um comunicado publicado na quarta-feira (23). 

Telegram vai exibir anúncios

No texto, Durov explicou que a outra opção seria vender a empresa, a exemplo do que fez o WhatsApp. Entretanto, destacou que não vai fazê-lo porque o mundo precisa do Telegram para “permanecer independente como um lugar onde os usuários são respeitados”.

“Durante a maior parte da história do Telegram, paguei as despesas da empresa com minhas economias pessoais. No entanto, com seu crescimento atual, o Telegram está a caminho de atingir bilhões de usuários e de exigir o financiamento adequado”, observou.

Nesse sentido, Durov detalhou quais são os planos do Telegram para gerar receita e, ao mesmo tempo, manter seus valores e compromissos.

Conforme ressaltou o fundador do mensageiro, a maioria dos usuários dificilmente notará qualquer mudança. Além disso, ele informou que os recursos que atualmente são gratuitos permanecerão gratuitos.

“Vamos adicionar alguns novos recursos para equipes de negócios ou usuários avançados. Alguns desses recursos exigirão mais recursos e serão pagos por esses usuários premium. Os usuários regulares poderão continuar aproveitando o Telegram de graça, para sempre”, enfatizou.

Durov ainda detalhou que todas as partes do Telegram dedicadas a mensagens permanecerão livres de anúncios. Afinal, segundo ele, exibir anúncios em bate-papos particulares ou em grupo não é uma boa ideia.

Assim, ele disse que o Telegram vai introduzir sua própria plataforma de anúncios para canais públicos um para muitos:

“Uma [plataforma] que seja amigável, respeite a privacidade e nos permita cobrir os custos de servidores e tráfego.”

Usuários podem se beneficiar da monetização

Por fim, Durov garantiu que se o Telegram começar a ganhar dinheiro, a comunidade também deve se beneficiar.

Por exemplo, se o Telegram monetizar grandes canais públicos com a plataforma de anúncios, os proprietários desses canais receberão tráfego gratuito proporcionalmente.

“Ou, se o Telegram introduzir adesivos premium com recursos expressivos adicionais, os artistas que fizerem adesivos desse novo tipo também receberão uma parte do lucro”.

Dessa forma, ele disse que deseja que os milhões de criadores do Telegram e pequenas empresas prosperem.

“Isso nos permitirá continuar inovando e crescendo nas próximas décadas. Seremos capazes de lançar inúmeros novos recursos e receber bilhões de novos usuários. Enquanto fazemos isso, permaneceremos independentes e fiéis aos nossos valores, redefinindo como uma empresa de tecnologia deve operar”, concluiu.

Leia também: Analista indica 7 criptomoedas que vão se recuperar na próxima alta

Leia também: Gestora de bilionário planeja lançar fundo de Bitcoin

Leia também: Confira 3 razões para ter cautela sobre o XRP

BTC LAST NEWS: Crupto Facil