Suspeitos por roubar R$ 4,7 bilhões da Coincheck são presos

Suspeitos por roubar R$ 4,7 bilhões da Coincheck são presos

Um dos maiores ataques a exchanges da história das criptomoedas ganhou um novo capítulo.

A polícia do Japão anunciou que prendeu e vai investigar 30 pessoas acusadas de estarem envolvidas no hack da exchange japonesa Coincheck.

O caso ocorreu em janeiro de 2018 quando a plataforma era considerada a maior do Japão. Na ocasião, hackers conseguiram drenar 500 milhões de tokens XEM, totalizando uma perda de aproximadamente US$ 533 milhões (cerca de R$ 1,7 bilhão) na época.

Relembre o caso

No dia do hack, o token XEM encerrou o dia cotado a US$ 0,83. O valor se manteve no mesmo nível durante alguns dias. Mas no dia 5 de fevereiro, foi atingido por um declínio de quase 50%, chegando a US$ 0,44.

A violação também resultou em uma perda massiva de valor de mercado para a XEM, despencando de cerca de US$ 10 bilhões para algo em torno de US$ 1,5 bilhão.

Diante do ataque, conforme noticiou o CriptoFácil na época, a empresa prometeu reembolsar os usuários lesados. E o programa de reembolso ficou pronto em 10 de fevereiro de 2018, tendo início pouco tempo depois.

Houve um grande esforço conjunto em tentar rastrear os tokens roubados e impedir a venda. Entretanto, isso não adiantou e, em março, todos os tokens foram trocados.

Assim, a exchange terminou punida pela Agência de Serviços Financeiros do Japão (FSA, na sigla em inglês).

Sobre as prisões

Agora, depois de três anos do ataque, é possível que a polícia tenha identificado os invasores.

De acordo com um relatório publicado nesta sexta-feira (22), as autoridades prenderam cerca de 30 pessoas por suposto envolvimento em transações ilegais provenientes das moedas digitais roubadas da Coincheck.

Os indivíduos foram presos e seus casos foram encaminhados ao Ministério Público, segundo uma fonte a par da situação.

Conforme explicou a fonte, os investigadores rastrearam as contas em exchanges em que o NEM hackeado foi convertido E isso levou a identificação de 30 pessoas.

Leia também: Estou milionário: homem recupera Bitcoins perdidos em HD queimado

Leia também: PIX virou Tinder: brasileiros usam app para flertar e Bacen faz alerta

Leia também: Ripple vai dar criptomoeda de graça para quem tem XRP

BTC LAST NEWS: Crupto Facil