Setor de criptomoedas contrata mesmo durante a crise

Setor de criptomoedas contrata mesmo durante a crise

Um relatório elaborado pelo Digital Currency Group buscou a opinião de mais de 150 fundadores e presidentes de empresas ligadas à indústria das criptomoedas.

Dessa maneira, é possível dizer que os empresários estão otimistas com o mercado atual. Mesmo com a pandemia do novo coronavírus, as empresas do setor das criptomoedas estão no lucro.

Além disso, várias companhias do setor da tecnologia blockchain estão contratando novos talentos.

Relatório mostra o estado da indústria das criptomoedas

A pesquisa “DCG State of Crypto 2020” apresenta diversos dados relevantes sobre as empresas que trabalham com os criptoativos:

Pesquisa "DCG State of Crypto 2020"
Pesquisa “DCG State of Crypto 2020”

Pergunta: “Qual é o desempenho da sua empresa em relação às suas projeções sobre o ano de 2020?”

Na resposta, a maioria dos empresários alegou que os negócios estão superando as expectativas:

  • 49% dos entrevistados respondeu que a empresa está superando as expectativas;
  • 33% dos empresários disse que a empresa está apresentando um desempenho regular;
  • 18% das pessoas afirmou que a sua empresa está desempenhando abaixo das expectativas anuais.

América do Sul teme desvalorização de moedas locais

Para os entrevistados, a situação na América do Sul, África e no Oriente Médio é diferente dos demais locais do globo:

“Nos mercados emergentes, os sinais da depressão econômica global estão exacerbando os medos da desvalorização das moedas locais e do controle de capital. Isso está incentivando muitos a olhar para as criptomoedas como uma proteção para a sua poupança.”

Mais além, a visão dos entrevistados se consolida com o fato de que o preço do Bitcoin já bateu a sua máxima histórica em sete países, incluindo o Brasil.

No entanto, o motivo da quebra do recorde é a desvalorização do Real e das demais moedas das nações em questão.

Indústria contratou durante a crise

A pandemia global está causando problemas para diversos setores da economia.

Contudo, as empresas ligadas às criptomoedas estão contratando: de acordo com o relatório, há mais de 900 vagas em aberto no momento.

Ademais, mais de 200 vagas disponíveis são para o trabalho remoto:

empresas ligadas às criptomoedas
Empresas ligadas às criptomoedas

Desse modo, há vagas para engenheiros, especialistas em fraudes, trabalhadores de RH e diversas outras modalidades de emprego.

Finanças descentralizadas são a novidade do ano no setor

Para os empresários que foram entrevistados, as finanças descentralizadas (DeFi) estão marcando o ano de 2020:

DeFi
DeFi

Pergunta: “Qual foi a novidade desenvolvida pela indústria das criptomoedas mais otimista do ano?”

Assim, a maior parte dos entrevistados acredita que o DeFi foi a inovação mais interessante para o mercado em 2020:

  • Crescimento do DeFi: 39%;
  • Resiliência do BTC: 21%;
  • Explosão das stablecoins: 15%;
  • Gigantes da tecnologia entrando no mercado: 10%;
  • Demanda institucional: 8%;
  • Halving do BTC: 6%;
  • Desenvolvimento das moedas digitais feitas pelos bancos centrais: 1%.

Leia também: TraderCaps: cápsula para day traders vira piada na internet

Leia também: Empresas de Bitcoin são autorizadas a ofertar o PIX

Leia também: Semana das criptomoedas: família paga R$ 2 bilhões por transação internacional, colapso do sistema financeiro e relatos de uso do yuan digital

BTC LAST NEWS: Crupto Facil