Ripple responde a outro processo e preço do XRP despenca ainda mais

Ripple responde a outro processo e preço do XRP despenca ainda mais

Os problemas legais da Ripple parecem não ter fim, e eles se refletem no XRP.

Após enfrentar um processo da Comissão de Valores Mobiliários dos Estados Unidos (SEC, na sigla em inglês), uma nova ação coletiva contra a Ripple Labs, emissora do XRP, foi aberta.

Dessa vez, a ação está sendo movida por um comprador da Flórida chamado Tyler Toomey.

O autor alega que a empresa violou a Lei de Valores Mobiliários e Proteção ao Investidor da Flórida ao oferecer XRP a investidores de varejo sem impor quaisquer restrições.

Ripple é acusada de violar a Lei de Valores Mobiliários da Flórida

De acordo com Toomey, a incapacidade da Ripple de arcar com suas despesas de negócios corporativos a obrigou a vender o token “tão amplamente quanto possível”. Ao mesmo tempo em que controlava seu fornecimento e liquidez:      

“Em outras palavras, a grande maioria da receita da Ripple veio das vendas de XRP (mais de US$ 1 bilhão), e a Ripple dependia dessas vendas para financiar suas operações”, alegou.

O processo em questão também cita o CEO da Ripple, Brad Garlinghouse, como réu individual.

O autor afirma que ele vendeu cerca de US$ 150 milhões em XRP de abril de 2017 a dezembro de 2019 enquanto manipulava o desempenho do token:     

“Em vários momentos entre abril de 2017 e pelo menos dezembro de 2019, Garlinghouse também pausou suas vendas de XRP porque o preço de mercado do XRP estava caindo, tentando evitar a queda do preço de mercado do XRP”, diz a ação.

Conforme aponta a ação, Garlinghouse teria feito fortuna com suas vendas. Além disso, o CEO também teria sido um porta-voz persistente sobre a lucratividade do XRP, argumentou o investidor.

Toomey ainda sustenta que enquanto estava vendendo milhões de XRP, Garlinghouse dizia que estava investindo no token. Além disso, dizia aos investidores que estava otimista com a criptomoeda.

Além dos processos mencionados, a Ripple ainda enfrenta uma ação aberta pela Tetragon Financial Group Ltd. A companhia de investimentos do Reino Unido liderou a terceira rodada de financiamento da Ripple em 2019.

Agora, a companhia tenta resgatar o patrimônio investido na Ripple.

Impacto no XRP

Todas essas ações judiciais tiveram um impacto substancial no preço do XRP. Além de diversas corretoras terem deslistado o token, seu preço vem sofrendo duras quedas.

Após o processo da SEC, em dezembro, o preço do XRP caiu mais de 60%.

No momento da redação deste artigo, o XRP está cotado a US$ 0,25 (R$ 1,34). A desvalorização nos últimos sete dias é de 10% e nas últimas 24 horas é de 4,5%.

Leia também: Analista destaca 4 criptomoedas em DeFi e IoT para investir

Leia também: Distribuidora de World of Warcraft quer minerar Bitcoin na China

Leia também: País é o primeiro a colocar white paper do Bitcoin em seu site oficial

BTC LAST NEWS: Crupto Facil