Renda de mineradores de Bitcoin dispara conforme dificuldade aumenta

Renda de mineradores de Bitcoin dispara conforme dificuldade aumenta

A dificuldade de mineração do Bitcoin acaba de atingir um novo recorde. Após o ajuste do último sábado (9), a taxa atingiu 20,6 trilhões.

O novo recorde indica que pessoas estão minerando em uma escala maior do que nunca. Parte disso foi motivado pela recente alta do Bitcoin, que aumentou os ganhos dos mineradores.

Para Edward Evenson, líder de desenvolvimento de negócios da Braiins, dona da Slush Pool, isso não é surpresa. Ele destaca que a receita dos mineradores triplicou nos últimos meses.

“Uma nova dificuldade máxima de todos os tempos não é surpresa, considerando que a receita de mineração triplicou nos últimos meses”, disse Evenson.

Tendência de aumento da receita

As receitas das mineradoras acompanham o ritmo de aumento do Bitcoin. Mesmo com queda de 15% nas últimas 24 horas, o preço da criptomoeda disparou mais de 400% em 2020.

Com essa alta de longo prazo, cada vez mais pessoas são incentivadas a minerar. E isso tem impacto na dificuldade. Doze meses atrás, a dificuldade do Bitcoin estava abaixo de 15 trilhões.

Evolução no preço do Bitcoin e na dificuldade de mineração
Evolução no preço do Bitcoin e na dificuldade de mineração. Fonte: CoinMetrics.

Além disso, o preço do Bitcoin em alta também beneficia as fabricantes de mineradoras, por causa do aumento nas vendas de equipamentos.

“Os fabricantes de ASIC tiveram que recusar mais de meio bilhão de dólares em pedidos de equipamentos de mineração apenas no quarto trimestre de 2020. As cadeias de suprimentos de hardware estão atualmente sobrecarregadas por uma demanda imensa. Vejo essa tendência continuar no primeiro semestre de 2021”, disse Evenson.

Empresas como a Core Scientific estão contribuindo para a sobrecarga. A empresa fez enormes pedidos de 59.000 máquinas da Bitmain, que deverão triplicar sua capacidade de mineração.

Já as mineradoras de capital aberto como Riot Blockchain (RIOT) e Marathon Patent Group (MARA) fizeram pré-encomendas semelhantes para 31.000 e 90.000 máquinas até 2020, respectivamente.

Com base no frenesi contínuo da mineração, o hashrate do Bitcoin “provavelmente dobrará em 2021”, prevê Evenson.

O ajuste de sábado no bloco 665.280 teve um aumento de 11% em relação ao último ajuste em 27 de dezembro.

Leia também: Trader revela como transformou R$ 4 mil em R$ 5,5 milhões com Uniswap

Leia também: Elon Musk nega receber pagamento em Bitcoin e se arrepende

Leia também: Queda do Bitcoin pode ser causada por baleias, indicam dados

BTC LAST NEWS: Crupto Facil