Quase 3% de todo Bitcoin é controlado por poucas empresas

Quase 3% de todo Bitcoin é controlado por poucas empresas

As empresas estão começando a alocar recursos significativos no Bitcoin (BTC).

Dessa maneira, segundo o levantamento de um analista de criptomoedas, 17 empresas controlam 2,87% de toda a oferta disponível de BTC.

Através dos dados, foi exposto que cerca de 602 mil BTC (R$ 38,15 bilhões) já estão sob controle institucional.

17 empresas controlam quase 3% de todo o Bitcoin

O levantamento sobre a compra institucional de BTC está sendo feito pelo perfil “ECC OPTIMISM“. O analista possui uma página na qual compila as informações em questão:

Bitcoin/BTC
Bitcoin/BTC

Na tabela, estão dispostos os dados das empresas que investem publicamente no BTC.

Desse modo, é possível que existam mais empresas que investem em Bitcoin, mas cujos balanços estão indisponíveis.

Ademais, quem ocupa a primeira posição da lista é a Grayscale. A empresa gerencia diversos fundos de investimentos em criptomoedas.

De acordo com os dados fornecidos pelo site, a empresa possui quase 450 mil BTC (R$ 28,55 bilhões).

Na sequência, vem a CoinShares, que é uma empresa de investimentos britânica. A CoinShares possui aproximadamente 70 mil BTC (R$ 4,44 bilhões).

Em terceiro lugar, está a MicroStrategy, que possui ações listadas na Nasdaq. A MicroStrategy já comprou cerca de 38.250 BTC (R$ 2,42 bilhões) até o presente momento.

Lista de empresas que investem em BTC é diversa

Parte das empresas que compõem a lista é conhecida pela criptoesfera.

Assim, o investimento da Fidelity, da MicroStrategy e da Square repercutiram entre os entusiastas das criptomoedas. Nestes três casos, o investimento em BTC foi visto pelo mercado como um sinal do crescimento da adoção institucional do BTC.

Além disso, também há empresas que são focadas em mineração de BTC, como é o caso da Hut 8 Mining, de origem canadense.

A Riot Blockchain, por sua vez, é baseada nos Estados Unidos e foca na mineração de baixo custo.

No entanto, chama a atenção o fato de que nenhuma das empresas listadas está localizada na China.

Vale lembrar que a China é o país que concentra a maior atividade de mineração de BTC do mundo. É estimado que a China controle cerca de 65% de toda a mineração de BTC do planeta.

Contudo, isso pode significar que as empresas chinesas não possuem os seus balanços de investimentos disponíveis para o público.

Finalmente, a lista é composta por outros negócios, incluindo fundos de investimentos, empresas de tecnologia focada na blockchain, plataformas de negociação de criptomoedas, entre outros modelos de empresas.

Leia também: Mercado de ações colapsará em 18 meses, declara bilionário

Leia também: Bitcoin vai disparar com capital institucional, afirma famoso empresário

Leia também: Análise do Bitcoin: BTC pode chegar aos US$ 13.000

BTC LAST NEWS: Crupto Facil