Primeiro bar do mundo a aceitar Bitcoin fecha as portas

Primeiro bar do mundo a aceitar Bitcoin fecha as portas

O German Bar Room 77, famoso por ser um dos primeiros lugares no mundo a aceitar pagamentos em Bitcoin, anunciou o fechamento de suas portas. Assim, deixando nove anos de história para trás.

Jörg Platzer, dono do local, postou um adeus no reddit lembrando que não é algo temporário. Portanto, o Bar fechará suas portas para sempre.

“A ROOM77 fecha suas portas, nossa missão acabou. É hora de voltar ao nosso planeta. Obrigado por todos as ‘sardinhas’ e todas as gorjetas generosas “, escreveu Platzer.

Embora Platzer não revelado motivo por trás do fechamento, há rumores de que a pandemia de coronavírus foi responsável pela paralisação das operações do local. Isso porque o estabelecimento teria sofrido o impacto financeiro que tem afetado todos os setores da economia.

Pioneirismo em Bitcoin

O local faz parte da história do Bitcoin. Estima-se que foi por volta de maio de 2011 quando foi realizada a primeira transação de Bitcoin para uma cerveja.

Platzer está convicto de que esta foi a primeira compra no mundo feita em uma loja, restaurante ou bar com a principal criptomoeda do mercado.

Além disso, o bar também é uma referência ao nascimento da cena Bitcoin na Europa, pois foi lá que aconteceu o primeiro encontro de bitcoiners do mundo.

O primeiro ATM Bitcoin no continente europeu também estava alojado dentro de suas paredes.

A comunidade também acredita que foi em uma de suas mesas que os irmãos Jeremias e Nikolaus Kangas se reuniram para moldar o mercado P2P de compra e venda de criptomoedas, o LocalBitcoins.

ROOM77
ROOM77

Room 77

Desde o nascimento do Bitcoin, o mundo mudou e hoje existem centenas de locais que aceitam pagamentos com BTC.

Porém, até recentemente, era necessário voar para Berlim e ir até o pequeno estabelecimento localizado em Kreuzberg para viver a experiência de pagar um consumo com Bitcoins.

O Room 77 não só aceitava pagamentos em BTC, como também realmente acreditava nos ideais do criptoativo.

Na nota de despedida, Platzer observa que a missão do Room 77 já foi concluída. Por outro lado, ressalta que os primeiros dez anos de Bitcoin foram cruciais.

Twitter se torna a sala da nostalgia

Durante todos esses anos, a Room 77 recebeu muitas personalidades atualmente ativas na criptoesfera. Muitos deles até expressaram nostalgia pelos momentos passados ​​no Bar.

Entre eles, o gerente de comunicação da Parity, Phil Lucsok, escreveu um tweet sobre sua experiência:

“Quando recebi Bitcoin pela primeira vez, só queria gastá-lo em algum lugar. Eu vim para a Room 77 no início da primavera de 2013 e pedi café porque não queria cerveja ou comida. Só queria gastar um pouco de dinheiro descentralizado pela primeira vez na minha vida”, recordou.

Já o desenvolvedor do Bitcoin Core, Eric Lombrozo, observou que sua visita a Berlim nunca estaria completa sem uma visita ao Room 77. “Este lugar permanecerá para sempre parte da história do Bitcoin”, escreveu ele.

O ex-desenvolvedor líder do Monero, Ricardo “Fluffypony” Spagni, também comentou a paralisação. Ele afirmou que, além do BTC, outras criptomoedas também tinham lugar no local.

“Muitos compraram seu primeiro Monero no Room 77.”

Leia também: Acima de US$ 11.500: Bitcoin atinge nível visto apenas em 93 dias de sua história

Leia também: Bitcoin para iniciantes: Kaspersky lança guia gratuito

Leia também: Hackers de famosa corretora doam BTC para a caridade

BTC LAST NEWS: Crupto Facil