Pool de mineração corta acesso de IPs da China

Avatar



O pool de mineração de Bitcoin (BTC) AntPool anunciou que vai cessar o acesso de IPs da China a partir da próxima sexta-feira (15).

A AntPool afirmou que toma essa medida para cumprir com os regulamentos do governo da China sobre as atividades de mineração de criptomoedas. Para facilitar “a aceleração da saída ordenada de projetos de estoque”, ela também anunciou que vai introduzir um sistema de verificação KYC.

A autenticação de usuários registrados globalmente ajudaria a cumprir as leis e regulamentos locais, disse a empresa. A AntPool é atualmente a segunda maior pool de mineração de Bitcoin do mundo em termos de hashrate em tempo real, de acordo com o BTC.com.

AntPool e Bitmain

Em maio, a AntPool se desfez com sucesso da fabricante de plataformas de mineração de Bitcoin Bitmain, com sede em Pequim. Sob a liderança de uma nova administração e acionistas, a AntPool está estabelecendo sua equipe de negócios e administração em Cingapura, evitando as operações no continente devido à repressão da China à mineração de criptomoedas.

A Bitmain também tomou medidas para apaziguar os reguladores chineses. Desde segunda-feira (11), a fabricante parou de entregar máquinas de mineração para clientes no país. Em uma postagem do dia anterior, a empresa disse que entraria em contato com os afetados com planos alternativos. As vendas internacionais do hardware da Bitmain já haviam sido afetadas pelo mercado cripto anteriormente.

AntPool e China

Apesar de sua repressão às criptomoedas, as autoridades na China estão entusiasmadas com a tecnologia blockchain. Sua ambição é que o país seja a potência mais avançada do mundo em relação a rede até 2025. Eles esperam fazer isso integrando a tecnologia nas principais indústrias do país.

Impedida de servir aos chineses, a AntPool está assumindo “este chamado como sua própria missão”. Seu objetivo declarado é ser um líder da indústria no desenvolvimento de tecnologia blockchain e inovação industrial no país. Para este fim, ela disse que forneceria facilidades de intercâmbio técnico para estudantes de blockchain na China até o limite permitido pelas políticas, leis e regulamentos do governo local.

 

Marketcrypto.com.br: News

EnglishGermanPortugueseRussian