PIX pode gerar economia de R$ 1 bilhão para empresas de telecomunicação

PIX pode gerar economia de R$ 1 bilhão para empresas de telecomunicação

O Sistema de Pagamentos Instantâneos do Banco Central, o PIX, promete revolucionar o sistema financeiro.

Além de acabar com DOCs e TEDs, o PIX também irá beneficiar empresas de diversos setores.

Exemplo disto são as operadoras de telecomunicações, que podem economizar até R$ 1 bilhão com o PIX.

Redução de custos com PIX

Conforme noticiou o Estadão nesta terça-feira (8), operadoras como TIM, Vivo, Claro e Oi planejam usar o sistema para reduzir custos.

Para isso, pretendem utilizar um QR Code nas faturas de planos de telefonia, internet e TV. Com isso, os clientes podem usar o PIX para o pagamento instantâneo.

Assim, será possível diminuir os gastos na arrecadação de faturas e recargas de pré-pagos.

Como explicou o vice-presidente de estratégia e transformação da TIM, Renato Chiuchini, as operadoras desembolsam aproximadamente R$ 1 bilhão por ano.

Esse valor é referente aos gastos com recolhimento dos boletos e comissões para parceiros.

Isso porque as operadoras precisam fazer repasses para bancos, lotéricas, mercados e padarias. O repasse é feito devido às recargas de celulares pré-pagos feitas nesses estabelecimentos.

Potencial de economia de até R$ 1 bilhão

Portanto, o montante de R$ 1 bilhão é o valor máximo potencial de redução das despesas no longo prazo.

“O custo de recolhimento de cada boleto no mercado, em média, é de R$ 2. Se trocar isso pelo PIX, a expectativa é de uma redução relevante dos custos”, afirmou Chiuchini.

Como informou o CriptoFácil, o Bacen cobrará R$ 0,01 pela liquidação de cada dez PIX. Porém, ainda resta saber qual valor será cobrado por cada um dos bancos comerciais.

Entretanto, tudo indica que haverá uma queda expressiva para o serviço em comparação com os boletos.

“Toda essa cadeia de arrecadação e cobrança tem um custo alto para qualquer tele. Esperamos redução de custo, sim. Ainda não conseguimos dizer quanto, pois depende do preço final das transações, mas será significativa”, comentou Rodrigo Gruner, diretor de serviços digitais e inovação da Vivo.

Reativação de serviços mais rápida

Outro problema que será resolvido com o PIX é a questão da inadimplência e atrasos. Como os pagamentos serão instantâneos, o processo de reativação de serviços para quem quitou as faturas com atraso será mais rápido.

“Ao reativar os serviços hoje, assumimos um risco com base na promessa de pagamento”, disse o diretor da Claro, Maurício Santos.

Leia também: Busca por fundos de criptomoedas tem grande alta no Brasil em 2020

Leia também: Mercado prevê queda maior no PIB brasileiro em 2020

Leia também: Queda do Bitcoin é vista como oportunidade de compra, apontam dados

BTC LAST NEWS: Crupto Facil