Moeda digital da China começa a ter carteiras falsificadas

Moeda digital da China começa a ter carteiras falsificadas

O yuan digital já está sendo vítima de falsificadores, da mesma forma como ocorre com a moeda impressa.

Assim, de acordo com as autoridades do Banco Popular da China, há carteiras falsificadas com yuan digital no mercado.

A notícia vem em um momento em que a moeda virtual segue em fase de testes e sendo utilizada por uma pequena fração da população chinesa.

Yuan digital é vítima de falsificadores

A notícia sobre a falsificação foi dada por Mu Changchun. Ele é o presidente do instituto de pesquisa da moeda digital do Banco Central da China:

“Nós encontramos carteiras de yuan digital falsificadas no mercado. Assim como na era do dinheiro de papel, o banco central também tem a tarefa de lutar contra a falsificação da moeda digital.

Caso o yuan digital não se mostre seguro, é possível que os mercados internacionais sejam reticentes em utilizar a moeda.

Ademais, na China, a falsificação da moeda fiduciária é um problema recorrente para as autoridades locais.

Desse modo, no mês de maio, a polícia de Pequim apreendeu o equivalente a R$ 335 milhões em dinheiro falsificado.

Essa foi a maior apreensão de yuan falsificado na história da República Popular da China, fundada em 1949.

Moeda digital não ganhou tração

Uma pesquisa realizada com parte dos 50 mil chineses que estão testando a moeda digital descobriu que os chineses não estão gostando do yuan digital, conforme reportado pelo CriptoFácil.

Logo, na avaliação feita pela Reuters, a população prefere utilizar aplicativos de pagamentos consolidados no mercado.

Na China, o WeChat e o Alipay são as opções mais populares para os pagamentos digitais.

De toda maneira, o governo chinês está reagindo à notícia: o yuan digital vai trabalhar em conjunto com esses aplicativos no futuro, de acordo com uma reportagem do Cointelegraph.

Finalmente, é de esperar que as autoridades chinesas impulsionem a utilização do yuan digital. A moeda possui utilidade estratégica para o governo, já que é rastreável pelo banco central.

Leia também: Protocolo DeFi é supostamente hackeado e perde R$ 140 milhões

Leia também: Importante banco testará moedas digitais ainda em 2020

Leia também: Bitcoin tem apenas uma parada até US$ 20 mil, aponta bilionário

BTC LAST NEWS: Crupto Facil