Mais de 15% de todo Ethereum está em DeFi, revela relatório

Mais de 15% de todo Ethereum está em DeFi, revela relatório

A Glassnode, empresa especializada no estudo de redes blockchain, considera que a utilidade do Ethereum nunca foi tão marcante como em 2020.

Isso porque cada vez mais investidores preferem usar a ETH para gerar retorno, e não apenas como uma ferramenta de armazenamento de valor.

Nesse sentido, os pesquisadores estimam que mais de 15% do suprimento total de ETH do mercado está atualmente depositado em contratos inteligentes de plataformas de finanças descentralizadas (DeFi).

Portanto, isso representa quase 4% a mais que no ano passado. Na ocasião, apenas 11,5% das moedas Ethereum foram utilizadas em plataformas financeiras.

Ethereum e DeFi

O aumento da utilidade do ETH é devido, de acordo com a Glassnode, à explosão de popularidade do ecossistema DeFi.

Este mercado teve um crescimento expressivo nos últimos meses, atingindo em setembro mais de US$ 8 bilhões circulando entre suas plataformas.

Os especialistas da Glassnode apontam que a maioria dessas moedas é distribuída em três segmentos. São eles: contratos inteligentes de plataformas de empréstimo, casas de câmbio e stablecoins.

Além disso, 5% desses tokens retidos estão no contrato inteligente da iniciativa WETH. A maioria dos ativos dessa iniciativa estão depositados nas exchanges descentralizadas Uniswap e Balancer.

Em paralelo, a plataforma de empréstimo Maker também possui uma parte significativa desses tokens.

Exchanges como Bitfinex e Gemini também têm um número significativo de ETH depositados em seus contratos inteligentes, observa o relatório.

Mercado DeFi

Segundo especialistas, esse mercado está surgindo como uma oportunidade de mudar o mundo financeiro atual. Pois abre caminho para um setor que trabalha com dinheiro programável.

Por isso, o ecossistema do Ethereum continua atraindo a atenção da comunidade e de pesquisadores profissionais.

No entanto, por ser um ecossistema novo e experimental, os usuários devem ter clareza sobre os riscos financeiros e técnicos apresentados por essas plataformas.

Embora alguns protocolos tenham sido capazes de gerar retornos de até 100%, há a possibilidade de serem expostos a bugs de contrato inteligente, hacks ou negociação com informações privilegiadas.

Desta forma especialistas alertam que o investimento nessas plataformas deve ser prudente e cuidadoso.

Leia também: Investidor investe R$ 1.000 e lucra R$ 1 milhão com token DeFi

Leia também: Kraken é a primeira exchange a se tornar um banco nos EUA

Leia também: CoinMarketCap lista os melhores rendimentos em DeFi

BTC LAST NEWS: Crupto Facil