LUNA atinge máxima histórica – Análise de criptomoedas

Avatar

Análise no movimento de preços de sete criptomoedas, incluindo Terra (LUNA), que acaba de atingir uma nova máxima histórica.

BTC

O BTC estava seguindo uma linha de tendência de baixa desde que atingiu um novo preço recorde em 10 de novembro. Nesta quarta-feira (22), a criptomoeda conseguiu romper a linha, indicando que a correção foi concluída.

A resistência mais próxima está entre US$ 55.500 – US$ 58.700. Esta faixa é criada pelos níveis de retração de 0,5 – 0,618 de Fibonacci.

Gráfico do BTC no TradingView

ETH

O ETH tem sido negociada acima de uma linha de tendência de baixa que foi criada pelas altas de 12 de maio e 3 de setembro.

Recentemente, a criptomoeda validou esta linha como suporte duas vezes nos dias 4 e 15 de dezembro (ícones verdes). O ETH tem subido desde seu último teste de suporte e atualmente está 21% abaixo de sua máxima histórica.

Gráfico do ETH no TradingView

XRP

XRP está sendo negociado dentro de um canal de baixa desde 6 de setembro. O movimento culminou com uma mínima de US$ 0,65 em 4 de dezembro. Após esta baixa, o token se recuperou e criou um longo pavio inferior.

Isso validou a área de suporte horizontal de US$ 0,76 e a linha de suporte do canal. Atualmente, o XRP está tentando recuperar a linha média do canal. Este seria um desenvolvimento bastante otimista, o que indicaria que o rompimento do canal é provável.

Gráfico do XRP no TradingView

LUNA

A LUNA tem subido a uma taxa acelerada desde que atingiu uma mínima local em 13 de dezembro. Nesta quarta-feira, o token atingiu uma nova máxima histórica de US$ 98,20. A alta foi feita logo acima do nível de retração externa de 1,61 de Fibonacci em US$ 94,42.

Uma vez que a LUNA já se moveu acima deste nível, a próxima resistência é encontrada entre US$ 117 – US$ 120. Este intervalo alvo é criado pelo comprimento de 1,61 (branco) do movimento de alta anterior (destacado) e o nível de retração externa de 2,61 (preto) de Fibonacci.

Gráfico da LUNA no TradingView

CRV

No dia 27 de outubro, a CRV rompeu sua linha de tendência de baixa que estava em vigor desde abril. O token atingiu uma alta de US$ 6,40 em 25 de novembro.

O preço começou a cair em seguida e validou a linha como suporte em 4 de dezembro. A CRV então iniciou outro movimento de alta e recuperou a área horizontal de US$ 4.

A resistência mais próxima é encontrada no preço recorde de US$ 6,40, seguida pela área de US$ 8,60 se for capaz de se mover acima desse nível.

Gráfico da CRV no TradingView

IOTA

A IOTA está seguindo uma linha de tendência de baixa desde 4 de setembro. Isso levou a uma mínima de US$ 1 em 4 de dezembro. No entanto, o token voltou a subir após a baixa e tem subido desde então.

Atualmente o ativo está se aproximando da linha de tendência de baixa mais uma vez, que atualmente coincide com a resistência de US$ 1,40, criada pelo nível de retração de 0,382 de Fibonacci. Se conseguir romper essa linha, o preço provavelmente aumentará.

Gráfico da IOTA no TradingView

ATOM

A ATOM está sendo negociada dentro de uma cunha de baixa desde 27 de outubro. A cunha é frequentemente considerada um padrão de alta, o que significa que um eventual rompimento seria provável.

Em 15 de dezembro, o token saltou no nível de retração de 0,618 de Fibonacci em US$ 22 e tem subido desde então. Se ocorrer um rompimento, a resistência mais próxima seria encontrada perto de US$ 23,50.

Gráfico da ATOM no TradingView

O artigo LUNA atinge máxima histórica – Análise de criptomoedas foi visto pela primeira vez em BeInCrypto.

Marketcrypto.com.br: News

EnglishGermanPortugueseRussian