Livro discute a evolução dos leilões até a era blockchain

Avatar

Os leilões datam de 2.000 a.C e a história conta que foram criados pelos assírios para vender peixes. Depois em 500 a.C na antiga Babilônia , as mulheres eram comercializadas em pregões e no lugar de uma moeda ou um recurso financeiro, a força bruta era usada para determinar o vencedor.

A profissão de leiloeiro foi oficializada pela primeira vez na França em 1556 e de lá pra cá muita coisa mudou. Hoje existem pregões que oferecem todo tipo de mercadoria seja ela real ou virtual.

O mercado leiloeiro não ficou parado no tempo, acompanhou as mudanças ao longo dos anos e soube aproveitar as novas tecnologias para continuar a crescer. E como quase tudo hoje em dia, você pode adquirir um bem pelo celular, fazendo o processo completo online, com a garantia de segurança que a tecnologia blockchain oferece.

E com os leiloes não seria diferente. A tradição e confiabilidade dessa atividade milenar está ao alcance de qualquer um e o livro “Leilão: a evolução. Do martelo ao mouse na era blockchain”, escrito por Adriano Lay, Fábio Kielberman, Felipe Bignardi e Ronaldo Santoro, chega às livrarias em 2022 para elucidar, de forma prática e didática, várias questões relacionadas ao mercado leiloeiro, com informações de qualidade sobre os tipos de leilões e os profissionais habilitados.

E para mostrar que o mundo dos leilões não para de inovar, o livro também fala sobre a utilização da tecnologia blockchain para permitir o registro inviolável das informações contidas nas plataformas de leilões online.

O blockchain garante a transparência e segurança em todas as etapas da realização de um leilão – do registro dos interessados, cadastro dos bens, habilitação para participar do leilão, e lances, à arrematação e pagamento do bem adquirido. Tudo de forma simples e rápida.

“Estamos fazendo uma disrupção no mercado de leilões, com um modelo inovador baseado na tecnologia blockchain e ancorado em uma rede colaborativa (exchange) para a comercialização dos produtos, com infraestrutura e uma nova forma de pensar”, destaca o fundador e Head de Produtos Digitais e Tecnologia da rede Bom Valor, Ronaldo Santoro

“O uso da blockchain permitirá ao mercado de leilões crescer ainda mais, transformando-a no trader do bem da sociedade, que empodera o consumidor ao dar a ele segurança e acesso aos dados”, destaca Ronaldo Santoro.

A obra que tem como objetivo retratar a evolução do mercado leiloeiro e orientar o leitor que deseja ingressar nesse mundo de fazer negócios – também faz um alerta importante sobre o universo dos leilões falsos se aproveitam de um mercado em crescimento para aplicar golpes.

Livro desvenda os bastidores dos leilões

Publicação independente, o livro ajuda a compreender o impacto que a atividade leiloeira tem na economia e na vida das pessoas. É quase uma cartilha, para que os leitores possam conhecer os passos necessários para adquirir um bem móvel ou imóvel, mostrando quais são os cuidados necessários e porque o leilão é seguro e oferece tantas oportunidades.

Embora existam diferenças na forma e nos métodos de realizar um leilão, que variam de um lugar para o outro, e que mudam com o passar do tempo, a maneira de negociar permanece a mesma desde que surgiu, com os compradores interessados fazendo sucessivas ofertas, e vence quem der o maior lance.

Uma das formas de negociação mais antigas, a leiloaria até hoje é carregada de mistério. A palavra leilão, em inglês auction, tem origem no latim auctio, que significa crescer, aumentar, o que, de alguma forma, pode ter contribuído para que seja associado à noção de que é algo competitivo.

Sobre os autores

Adriano Baltazar Lay, Diretor na Leiloei, ganhou seu primeiro martelo no berço. Nascido em meio a uma família de leiloeiros, tem o leilão em seu DNA, trabalhou com o seu pai, Fernando Lay, adquirindo muita experiência no mercado de leilões, sobretudo nos extrajudiciais e industriais.

Fábio Kielberman, advogado, fundador e Diretor na Leiloei, com ampla experiência em compliance, atuou por mais de 15 anos atendendo grandes companhias no combate a fraudes em geral, o que acabou trazendo com maestria ao mundo dos leilões, sempre no sentido de garantir a higidez dos negócios.

Felipe Bignardi, advogado, professor e Leiloeiro Oficial, desenvolve trabalhos de preparação e execução de Leilões Judiciais e Extrajudiciais com excelência há mais de oito anos.

Ronaldo Sodré Santoro, responsável pela introdução do leilão online no mercado latino-americano, de família tradicional na leiloaria e com atuação como Leiloeiro Oficial por mais de 30 anos.

O artigo Livro discute a evolução dos leilões até a era blockchain foi visto pela primeira vez em BeInCrypto.

Marketcrypto.com.br: News

EnglishGermanPortugueseRussian