JPMorgan anuncia que sua moeda digital já está pronta para uso

JPMorgan anuncia que sua moeda digital já está pronta para uso

O JPMorgan, maior banco dos Estados Unidos, fez dois importantes anúncios relacionados a criptomoedas e blockchain. Ambos foram divulgados pela CNBC nesta terça-feira (27).

O primeiro deles foi a criação de uma nova unidade de blockchain, denominada Onyx. Já o segundo anúncio foi que a “JPM Coin” está pronta para uso comercial.

Blockchain pode ser grande negócio

Takis Georgakopoulos, chefe global de pagamentos de atacado do JPMorgan, disse que o lançamento da Onyx visa promover mais soluções em blockchain para os serviços do banco.

“As soluções de blockchain podem se tornar um negócio real para o JPMorgan”, afirmou.

O JPMorgan também renomeou sua rede baseada em blockchain. Anteriormente chamada Interbank Information Network (IIN), para Liink. A nova rede conta com mais de 200 bancos, como o Deutsche Bank, maior banco da Europa.

Umar Farooq, ex-chefe dos projetos de blockchain do JPMorgan, foi nomeado como CEO da Onyx.

O banco também está procurando criar novas rotas de pagamento separadas para os bancos centrais que mostraram interesse na criação de moedas digitais.

No Brasil, a blockchain do JPMorgan foi utilizada na criação da PIER (Plataforma de Integração de Informações das Entidades Reguladoras).

A plataforma tem como finalidade facilitar o compartilhamento de dados entre o Banco Central do Brasil (Bacen) e a Superintendência de Seguros Privados (Susep).

JPM Coin já esta na vida real

Além da nova rede blockchain, o JPMorgan também divulgou novidades sobre a sua criptomoeda. Segundo o banco, a JPM Coin já está em uso na economia real.

Georgakopoulos disse à CNBC que uma grande empresa internacional de tecnologia já está usando a JPM Coin para pagamentos internacionais. Porém, ele não revelou o nome da empresa.

O JPMorgan anunciou o lançamento da JPM Coin em fevereiro de 2019. O banco divulgou que uma versão de testes estaria disponível até o final daquele ano.

Na época, o banco disse que ela seria usada para liquidar pagamentos internacionais de maneira mais rápida e barata. Cada JPM Coin teria lastro de 1 para 1 com o dólar e outras moedas fiduciárias.,

Leia também: Importante banco testará moedas digitais ainda em 2020

Leia também: Moeda digital da China começa a ter carteiras falsificadas

Leia também: Número de brasileiros sem conta bancária cai durante a pandemia, aponta Mastercard

BTC LAST NEWS: Crupto Facil