Investidores de curto prazo sofrem prejuízo extremo, o Bitcoin (BTC) cairá abaixo de US $ 30.000 novamente?; Análise on-chain

Avatar

O mercado do Bitcoin é um lugar de constante confronto entre touros e ursos. Muitas vezes, esses animais assumem a forma de investidores de curto e longo prazo que estão constantemente negociando moedas entre si.

Quando os investidores de curto prazo estão comprando, isso geralmente sinaliza os topos do mercado. Por outro lado, as compras dos investidores de longo prazo geralmente marcam os fundos do mercado. No entanto, em situações em que ambos os tipos de investidores estão lucrando – temos uma situação de mercado em alta. Na situação oposta, quando todos registram perdas – sinaliza um profundo mercado em baixa.

  • Ficou com alguma dúvida? O BeInCrypto possui uma série de artigos para lhe ajudar a entender o universo cripto. Confira!
  • Se quiser ficar atualizado no que acontece de mais importante no espaço cripto, junte-se ao nosso grupo no Telegram!

Na análise on-chain de hoje, veremos os indicadores do comportamento de ambos os tipos de investidores. O objetivo é tentar determinar a partir de seu comportamento em que estágio de mercado o Bitcoin está.

O fundo já foi atingido e uma tendência de alta deve ser esperada? Estamos em uma longa consolidação e uma tendência lateral de vários meses? Ou estamos à beira de um mercado de baixa de longo prazo e o pior ainda está por vir?

Investidores de curto prazo em prejuízo extremo

O STH P/L Ratio mede a oferta de investidores de curto prazo (STH) em lucro versus a oferta de investidores de curto prazo em prejuízo. Se seu valor for 1, o saldo de lucros e prejuízos dos investidores de curto prazo será 0. Isso significa que as saídas do mercado com tempo inferior a 155 dias de forma geral não apresentam prejuízos ou lucros (empataram).

Como o SOPR, ele detecta mínimas locais em mercados de alta e picos locais em mercados de baixa. Em outras palavras, se cair para o nível 1 durante um mercado em alta, é um bom sinal de compra. Por outro lado, se subir para o nível 1 durante um mercado de baixa, é um bom sinal de venda.

Além disso, os indicadores foram úteis para determinar topos e fundos absolutos em sucessivos ciclos de mercado quando suas leituras se desviaram extremamente de 1. No entanto, aqui os extremos acima de 1 foram alcançados meses antes das máximas históricas (ATHs). Em contraste, extremos abaixo de 1 geralmente exigiam duas ou três visitas a níveis mínimos antes que um fundo absoluto fosse alcançado.

Esta última relação foi bem ilustrada pelo analista on-chain @SwellCycle, que tuittou um gráfico da média móvel exponencial de 7 dias (EMA) para o STH P/L Ratio logo após o BTC cair perto do nível de US$ 30.000. No gráfico, ele marcou com duas cores os períodos em que o indicador atingiu o fundo e os vinculou ao preço do BTC (áreas amarela e vermelha):

Fonte: Twitter

Se sua interpretação estiver correta, então o Bitcoin está em busca de um fundo absoluto (área vermelha). Esse fundo pode estar abaixo das mínimas do verão de 2021, quando o BTC atingiu US$ 29.000.

Outra queda abaixo de US$ 30.000?

Um gráfico diferente mostra o mesmo STH P/L Ratio com mínimas locais marcados e o preço do BTC correspondente (linhas verdes e verticais). Parece que os fundos absolutos do preço do BTC foram acompanhados por uma divergência de alta em nosso indicador. Apesar do preço mais baixo do Bitcoin, o STH P/L Ratio registrou valores um pouco mais altos em 2014-2015 e 2018-2019.

Fonte: Twitter

Se tal situação ocorresse novamente, seria necessário outro mergulho mais profundo no preço do BTC abaixo de US$ 30.000, juntamente com uma mínima mais alta no indicador de taxa de oferta dos detentores de curto prazo.

O indicador relacionado de Oferta Total em Lucro por STH fornece uma interpretação semelhante. Ao gerar fundos históricos no preço do BTC, este indicador sofreu aprofundamento e quedas de curto prazo em direção ao nível 0.

A queda mais dramática ocorreu durante o crash no início da pandemia de COVID-19. Naquela época, o indicador estava pouco acima de 0,1 BTC. Em outras palavras, praticamente nenhum Bitcoin nas mãos de investidores de curto prazo teve lucro.

Fonte: Twitter

Curiosamente, o segundo valor mais baixo da história deste indicador foi alcançado apenas em 9 de maio de 2022. No dia do crash mais recente do Bitcoin e gerando um fundo no nível de US$ 30.000, apenas 10 Bitcoins da oferta global em mãos de STH estavam no lucro.

O LTH entrará no mercado de baixa?

Prejuízos extremos e sofrimento dos detentores de curto prazo são bastante comuns durante as tendências de baixa. Os últimos a entrar no mercado durante as tendências de alta ficam no prejuízo com mais frequência.

Historicamente, no entanto, foi a posição dos investidores de longo prazo que determinou o início de um mercado de baixa de longo prazo ou o salto para novas máximas. Enquanto o LTH não vendesse com prejuízo, não havia ameaça de capitulação final do BTC. No entanto, no momento em que o LTH perdeu a fé em mais lucros, o Bitcoin estava inevitavelmente caminhando para um fundo absoluto.

Um indicador que ajuda a estimar isso é o Spent Output Profit Ratio (SOPR) dos investidores de longo prazo. O próprio SOPR é calculado dividindo o valor realizado (em USD) pelo valor na criação (em USD) de uma saída gasta. Em outras palavras: preço vendido / preço pago. Em contrapartida, o SOPR para LTH é calculado de forma idêntica, mas considerando apenas saídas com tempo superior a 155 dias.

O analista @SwellCycle também submeteu o gráfico de longo prazo da EMA de 7 dias do indicador SOPR para LTH à interpretação. Em primeiro lugar, vemos uma divisão em 4 fases do mercado de baixa. As fases 1 e 2 marcam declínios relativamente leves quando o SOPR de LTH ainda está acima de 1. As fases 3 e 4, por outro lado, marcam declínios dinâmicos e rápidos em direção ao fundo absoluto alcançado na fase 4 a mais curta.

Fonte: Twitter

Uma repetição do acidente do COVID-19?

É importante observar que, atualmente, o gráfico da EMA de 7 dias para SOPR LTH está em uma posição crítica exatamente no nível 1. Se essa área for perdida, devemos esperar o início da fase 3. No entanto, se foram defendidos, então talvez o Bitcoin evitasse um mercado de baixa de longo prazo.

Além disso, um cenário de março de 2020 é possível. Naquela época, o declínio de curto prazo do nível 1 foi rapidamente recuperado e o preço do BTC teve uma recuperação em forma de V e a tendência de alta continuou.

Independentemente das implicações desses indicadores on-chain para o preço do BTC, o mercado certamente chegou a um momento crucial. As próximas semanas determinarão se os detentores de longo prazo começaram a capitular e estamos em um inverno de cripto. Ou se os prejuízos extremos dos investidores de curto prazo serão suficientes para iniciar uma reversão de tendência e uma retomada do mercado altista?

Confira a análise do dia do Bitcoin.

O artigo Investidores de curto prazo sofrem prejuízo extremo, o Bitcoin (BTC) cairá abaixo de US $ 30.000 novamente?; Análise on-chain foi visto pela primeira vez em BeInCrypto Brasil.

Marketcrypto.com.br: News

EnglishGermanPortugueseRussian