Investidor move R$ 5 bilhões em Bitcoin pagando menos de R$ 200

Investidor move R$ 5 bilhões em Bitcoin pagando menos de R$ 200

A narrativa das criptomoedas, especialmente do Bitcoin, é de revolucionar o sistema financeiro. Tal revolução é causada pela agilidade e baixo custos nas remessas.

Embora investidores de criptomoedas já estejam acostumados e geralmente reclamem das “altas taxas” da esfera, alguns exemplos lembram o quão importante criptomoedas são.

Nesta quinta-feira (11), um investidor moveu quase R$ 5 bilhões em Bitcoin pagando uma taxa abaixo de R$ 200.

Taxa ínfima

A transação foi noticiada pelo robô do Twitter conhecido como Whale Alert. Ele é responsável por avisar sobre grandes movimentações de criptomoedas.

Na tarde de quinta-feira, o robô publicou:

“19.600 BTC (US$ 927,9 milhões) foram transferidos de uma carteira desconhecida para uma carteira desconhecida.”

Movimentação bilionária de Bitcoin
Movimentação bilionária de Bitcoin. Fonte: Whale Alert/Twitter

Usando a cotação atual do dólar, o montante movimentado equivale a quase R$ 5 bilhões. Os dados da transação foram compartilhados na notificação, revelando a taxa paga:

Hash da transação bilionária
Hash da transação bilionária. Fonte: Whale Alert

A transação custou 0,00083 BTC, ou US$ 37. Em reais, o valor é R$ 199,32, não chegando a R$ 200. Em outras palavras, o valor da taxa foi de 0,000004% do valor transacionado.

Utilizando um banco, somente a taxa administrativa mínima já seria equivalente a R$ 75 milhões. Ou seja, o valor seria pelo menos 375.000% maior.

O trader conhecido como BitBit ressaltou o quão barata foi a transação. Ele publicou que alguém havia pago US$ 39 para mover quase US$ 1 bilhão.

É importante ressaltar que a taxa, para os padrões de criptomoedas, foi “cara”. Contudo, o valor mais alto é justificado pelo tráfego na rede e pela escolha de velocidade da transação.

Em novembro de 2020, por exemplo, a mesma transação com a taxa média teria custado menos de R$ 15.

Custo da transação média de BTC em 29 de novembro
Custo da transação média de BTC em 29 de novembro. Fonte: BitInfoCharts

De qualquer forma, outro fato que chamou atenção dos seguidores do Whale Alert foi o montante transacionado.

Nos comentários da publicação, usuários do Twitter se perguntavam quem seria o detentor de tal carteira.

Aparentemente, é possível se tratar de algum grande detentor de Bitcoin a fim de diluir quantias em diferentes carteiras, tendo em vista as movimentações feitas nos últimos meses.

Leia também: 2 motivos para o Ethereum passar de R$ 50.000, segundo analistas

Leia também: Criptomoeda acumula alta de 170% e analista vê “tendência de alta firme”

Leia também: Moeda digital da Amazon pode virar realidade em breve

BTC LAST NEWS: Crupto Facil