Incidente do ouro em Serra Pelada impressiona entusiastas de Bitcoin

Incidente do ouro em Serra Pelada impressiona entusiastas de Bitcoin

A história da corrida do ouro de Serra Pelada é conhecida pelos brasileiros, embora seja normalmente desconhecida no exterior.

No entanto, a criptoesfera está tomando conhecimento do garimpo em Serra Pelada.

Isso acontece graças a uma publicação feita no Twitter por Alexander Leishman, que é CEO da River Financial.

Incidente em Serra Pelada impressiona a criptoesfera

A sequência de publicações de Leishman utiliza algumas fotos do portfólio de Sebastião Salgado.

Foto do garimpo do Ouro em Serra Pelada
Milhares de garimpeiros trabalharam em condições precárias no garimpo do Ouro em Serra Pelada

Enquanto apresenta as fotos, Leishman dá uma breve explicação sobre o garimpo do ouro em Serra Pelada:

“Essa é uma foto dos anos 1980, durante o garimpo do ouro ocorrido em Serra Pelada, no estado do Pará. O local conteve um dos maiores depósitos de ouro da história. Atualmente, é apenas um lago poluído. Em 1979, um fazendeiro contratou um geólogo para investigar um achado de ouro em sua propriedade. Assim, rapidamente, ele percebeu que a sua fazenda se situava em cima de um depósito MASSIVO de ouro.
Garimpeiro em Serra Pelada
Garimpeiro em Serra Pelada
“Em semanas, milhares de homens foram à propriedade e à cidade mais próxima. Pequenos pedaços de terra foram vendidos para os garimpeiros. Homens foram contratados para cavar, estimulados pela recompensa do ouro. Após algum tempo, cerca de cem mil pessoas estavam trabalhando na mina.”
Militar observa o trabalho dos garimpeiros
Militar observa o trabalho dos garimpeiros
“Pessoas fizeram e perderam fortunas. […] Contudo, em determinado momento, a situação ficou tão descontrolada que os militares foram chamados para manter a ordem.”
Lago na Serra Pelada
Região alagada na antiga mina de Serra Pelada
“A mina foi eventualmente alagada e atualmente está como mostrado na foto. O mercúrio utilizado na extração do ouro tornou a área extremamente contaminada. Apesar disso, fala-se em continuar a extração de ouro no futuro.”

Comunidade de criptoativos fica impressionada

A empresa de Leishman opera nos Estados Unidos. Logo, muitas das pessoas que acompanham as suas postagens são estrangeiros que não conhecem a história de Serra Pelada.

Dessa maneira, em um dos comentários, RoninNode pergunta: “Aquilo são pessoas!?”

Micah Lerner, por sua vez, afirma: “Parte o coração ver as condições nas quais os garimpeiros trabalhavam”.

Outras pessoas compararam a mineração do ouro com a do Bitcoin.

Para elas, o Bitcoin “corrige” esse tipo de problema, já que a mineração é feita no ambiente virtual.

Entretanto, a mineração das criptomoedas também apresenta problemas ambientais, já que o procedimento demanda uma grande quantidade de energia elétrica para que possa ser realizado.

Leia também: Veterano prevê Bitcoin a R$ 250 mil daqui 2 anos

Leia também: Bitcoin segue com baixa volatilidade e atinge recorde

Leia também: Ex-JPMorgan defende Bitcoin como alternativa ao Risco Brasil

BTC LAST NEWS: Crupto Facil