Hash rate do Bitcoin pode cair até 30% após o halving, declara especialista

Hash rate do Bitcoin pode cair até 30% após o halving, declara especialista

O hash rate da rede Bitcoin vem atingindo novos recordes na medida em que se aproxima o halving, evento que reduzirá a recompensa de mineração pela metade. Contudo, embora isso possa parecer imensamente positivo e indicar um crescimento e adoção maior ao BTC, Alejandro De La Torre, vice-presidente do pool de mineração Poolin, argumenta que é preciso cautela e que uma queda na taxa de hash pode variar de 30 a 60% após o evento.

Para De La Torre, as condições recentes do mercado inviabilizam a operação de praticamente 80% dos equipamentos de mineração no mercado, tornando lucrativo somente os mais novos hardwares: o Antminer S19 e o Whatsminer M30S. Além disso, segundo ele, o halving no Bitcoin Cash e no Bitcoin SV fez com que um grande número de mineradores migrasse para a rede Bitcoin, fazendo com que o hash rate subisse para níveis recordes no início de abril.

No entanto, uma vez que o halving ocorra e com isso inviabilize boa parte dos equipamentos, estes mineradores devem deixar o BTC e buscar outras redes para mineração em busca de eficiência para as máquinas, principalmente do Antminer S9, que, segundo estimativas, responde por aproximadamente por 40% de todo o hash rate da rede Bitcoin.

“Se algum tipo de fazenda de mineração, grande ou pequena, tiver baixos custos de eletricidade e as mais recentes máquinas de mineração em operação, elas serão boas, embora a lucratividade a curto prazo possa ser afetada. Se um mineiro tem altos custos de eletricidade e máquinas antigas, ele sem dúvida terá grandes problemas e terá que desligar. Esta é a realidade”, disse De La Torre.

Ainda há outro fator, segundo ele, a incapacidade do mercado norte-americano e europeu em obter a nova geração de equipamentos de mineração. Para De La Torre isso cria a possibilidade de uma redução considerável no hash rate, pois os torna incapazes de minerar com lucratividade mesmo com baixo custo de energia. Estima-se que a mineração de Bitcoin fora da China represente 30% no hash rate do BTC.

No entanto, especialistas apontam que um desligamento massivo de máquinas após o halving resultaria em um novo cálculo na dificuldade de mineração e, com isso, um aumento na lucratividade para os mineradores que permanecerem com os equipamentos ligados equilibrando, desta forma, a conta.

Leia também: Bitcoin valoriza 6% e supera os US$ 7.500

Leia também: Como ganhar dinheiro com Bitcoin?

Leia também: Apesar dos riscos é possível ganhar com o Bitcoin no Brasil, dizem especialistas

BTC LAST NEWS: Crupto Facil