Hacks envolvendo criptomoedas exibem queda em 2020

Hacks envolvendo criptomoedas exibem queda em 2020

A quantidade de ataques hackers relacionados a criptomoedas e blockchain tem diminuído ao longo de 2020.

De acordo com dados analisados pela Atlas VPN, o número de ataques no primeiro semestre de 2020 caiu mais de 3 vezes em comparação com o mesmo período de 2019.

Em seu levantamento, a Atlas destacou que 2019 foi um ano recorde para hackers de blockchain. Foram 94 ataques bem-sucedidos no primeiro semestre daquele ano.

Já no primeiro semestre de 2020 foram 31, queda de quase 66%.

Blockchain
Blockchain

De acordo com o relatório, foram 133 ataques bem-sucedidos em redes de blockchain em 2019.

“Como 2020 não acabou, podemos esperar que mais violações relacionadas a blockchain aconteçam antes do final do ano. No entanto, com base nos dados históricos, parece que 2020 não atingirá os recordes do ano passado e os ataques seguirão em declínio”, afirmou a empresa.

Valores seguem expressivos

Se a quantidade de ataques diminuiu, os valores roubados pelos hackers seguem em crescimento. De acordo com o relatório, os hackers roubaram US $ 13,6 bilhões (R$ 77 bilhões) desde 2009.

Em termos de quantidade de ataques, foram realizados 330 invasões relacionados ao blockchain desde 2009. Uma média de 30 invasões por ano.

No entanto, o ano de 2019 segue com o recorde absoluto. O aumento da popularidade das criptomoedas como um todo pode ter estimulado esse aumento.

A Atlas VPN descobriu que os ataques direcionados a aplicativos descentralizados (dApps) baseados foram os mais bem-sucedidos.

Em termos de violações, as principais instituições atacadas foram as seguintes:

  • Blockchain EOS;
  • Exchanges;
  • Carteiras de criptomoedas;
  • dApps baseados em Ethereum (ETH).

Conforme relatado anteriormente, o volume total de fraudes e roubos relacionados a criptomoedas resultou em perdas de US$ 4,4 bilhões (R$ 25 bilhões) em 2019.

A título de comparação, os hackers teriam roubado cerca de US$ 1,7 bilhão (R$ 9,7 bilhões) por meio de roubos de criptomoedas e golpes em 2018.

Apenas com um tipo de ataque (ransomwares), os prejuízos já ultrapassam os R$ 7 bilhões apenas em 2020. Recentemente, até o site da campanha do presidente estadunidense Donald Trump foi invadido por hackers.

Leia também: Herança em Bitcoin: juristas defendem criação de herança digital

Leia também: Famoso youtuber lança jogo que dá criptomoedas aos jogadores

Leia também: Fase de testes do PIX começa amanhã; entenda como será

BTC LAST NEWS: Crupto Facil