Golpe de Bitcoin usa imagem de Whindersson Nunes

Golpe de Bitcoin usa imagem de Whindersson Nunes

O youtuber Whindersson Nunes teve sua imagem associada a um golpe de Bitcoin que promete lucros de 10.000%.

De acordo com o site que divulga um suposto robô para traders de criptomoedas, o humorista teria lucrado US$ 489 mil (cerca de R$ 2,6 milhões) com a plataforma.

Bitcoin Revolution

Conforme noticiou o Cointelegraph Brasil nesta sexta-feira (11), o site ainda apresenta uma falsa entrevista com o youtuber. 

Assim, na suposta entrevista citada pelo site, Whindersson teria dito:

“Você já deve ter ouvido sobre a nova plataforma de investimentos em criptomoedas chamada Bitcoin Revolution, que está ajudando pessoas normais na América do Sul, Austrália, Ásia e América do Norte a construírem fortunas de um dia para outro. Você pode estar cético porque parece bom demais para ser verdade. Estou contente por ter experimentado porque foi o dinheiro mais fácil e rápido que ganhei. Estou falando sobre dezenas de milhares de reais em um dia no piloto automático.”

Além disso, a publicação menciona grandes veículos de comunicação, como CBN e Jornal Nacional, para tentar dar credibilidade às informações.

Golpe divulgado nas redes sociais

O golpe envolvendo o nome do humorista está sendo divulgado em redes sociais como Facebook.

A publicação diz ainda que o Banco do Brasil teria oferecido dinheiro a Whindersson para que ele não divulgasse o tal investimento. Mas o negócio não passa de uma tentativa de furtar dinheiro dos desavisados. 

Uma informação que corrobora isso é que a publicação ainda cita um outro esquema. Trata-se do Bitcoin Loophole que já foi apontado como pirâmide financeira. 

Por fim, a publicação ainda diz que grandes empresários como Elon Musk e Bill Gates estariam patrocinando o Bitcoin Revolution.

SEC alerta para golpe

Em junho deste ano, a Comissão de Valores Mobiliário dos Estados Unidos (SEC, na sigla em inglês) alertou para o golpe:

“A comissão pediu ao público para evitar ou parar de investir em sistemas oferecidos pela Bitcoin Revolution. Ou qualquer outra entidade envolvida na negociação de ativos digitais e prometendo taxas ridículas de regresso com pouco ou nenhum risco”, disse a SEC em um comunicado.

Leia também: GooDream: o que aconteceu com essa empresa acusada de pirâmide?

Leia também: Donos da G44 estão nos Emirados Árabes e se recusam a voltar

Leia também: Criptomoedas são menos usadas em crimes do que dinheiro, afirma SWIFT

BTC LAST NEWS: Crupto Facil