G7 vai barrar Libra do Facebook até que haja regulamentação apropriada

G7 vai barrar Libra do Facebook até que haja regulamentação apropriada

O projeto da moeda digital do Facebook, a Libra, vai encarar um novo desafio.

Isso porque os líderes do G7 já anunciaram que vão barrar o projeto até que exista uma regulamentação apropriada.

As informações são da Reuters e foram publicadas nesta segunda-feira (12).

Risco de prejudicar estabilidade financeira

Segundo a agência, os líderes financeiros das sete maiores economias do mundo dirão na terça-feira (13) que se opõem ao lançamento da Libra, a stablecoin do Facebook.

Em um esboço do comunicado, as lideranças explicaram que para o projeto ser implementado é necessário que esteja devidamente regulamentado.

Esse esboço foi elaborado para uma reunião de ministros de finanças e banqueiros centrais. Participarão do evento líderes dos Estados Unidos, Canadá, Japão, Alemanha, França, Itália e Grã-Bretanha.

No rascunho, os representantes afirmam que os pagamentos digitais podem melhorar os serviços financeiros. Além disso, serão capazes de reduzir ineficiências e custos.

Entretanto, para isso, primeiro eles precisam ser supervisionados e regulamentados de maneira adequada.

Desse modo, não irão prejudicar a estabilidade financeira, a proteção ao consumidor, a privacidade ou a tributação.

Lavagem de dinheiro e financiamento ao terrorismo

De acordo com o esboço, sem a supervisão adequada, stablecoins como a Libra, poderiam ser usadas ​​para crimes como lavagem de dinheiro e financiamento do terrorismo.

Assim, comprometendo a integridade do mercado, a governança e minando a segurança jurídica.

“O G7 continua a sustentar que nenhum projeto global de stablecoin deve começar a operar até que atenda adequadamente aos requisitos legais, regulamentares e de supervisão relevantes por meio de um projeto apropriado e aderindo aos padrões aplicáveis”, disse o esboço.

Vale lembrar que, em abril, o Conselho de Estabilidade Financeira (FBS) do G20 estabeleceu 10 recomendações para uma abordagem internacional comum no que diz respeito a regulamentação de stablecoins.

A iniciativa, segundo a Reuters, foi estimulada pelo gigante de mídia social Facebook, que propôs a Libra.

Leia também: Investidores institucionais farão Bitcoin disparar, defende empresário

Leia também: China distribui R$ 8 milhões em sua moeda digital

Leia também: Aumento de IPOs no Brasil pode gerar problemas no futuro, aponta especialista

BTC LAST NEWS: Crupto Facil