Fundos da Hashdex superam ganhos do Bitcoin em janeiro

Fundos da Hashdex superam ganhos do Bitcoin em janeiro

A gestora brasileira de fundos de criptomoedas Hashdex divulgou a sua carta mensal aos investidores. E o grande destaque foi a rentabilidade de seus fundos.

Os três principais fundos da empresa (Discovery, Explorer e Voyager) tiveram fortes desempenhos em janeiro. O primeiro teve uma valorização de 9,4%.

Já o Explorer e o Voyager tiveram desempenhos de 18,9% e 43,4%, respectivamente. Em todos os casos, a valorização dos fundos foi superior ao desempenho do Bitcoin, que teve alta de 3,53% em janeiro.

Fundos da Hashdex apresentam forte desempenho em janeiro
Fundos da Hashdex apresentam forte desempenho em janeiro. Fonte: Hashdex/carta mensal

Com isso, a performance do índice de criptomoedas da gestora (HDAI) também foi bastante alta. O HDAI se valorizou 25,2% em janeiro, mesmo com a alta volatilidade do mercado.

Performance do HDAI em janeiro
Performance do HDAI em janeiro. Fonte: Hashdex/carta mensal.

O grande destaque foi para o fundo Voyager. Criado em julho de 2019, o fundo investe 100% de seu capital em criptomoedas. Com uma rentabilidade de 356%, ele figura entre os fundos mais rentáveis do Brasil no ano.

Gestora atinge marca de R$ 1 bilhão e recorde de cotistas

Com tal desempenho, a procura pelos fundos da Hashdex foi bastante intensa. Recentemente, a empresa atingiu a importante marca de R$ 1 bilhão em ativos sob gestão.

De acordo com a Hashdex, a taxa de juros em queda foi um dos fatores que impulsionou o crescimento. Ela motivou investidores a buscarem pela diversificação de ativos em seus portfólios.

Além disso, a performance do Bitcoin, que já soma mais de 400% de alta nos últimos 12 meses, também criou um ambiente favorável para a expansão da companhia.

“Temos visto um grande amadurecimento do ecossistema global de cripto. Isso chamou a atenção dos investidores institucionais, que já estão mais confortáveis com este mercado, e também repercutiu de forma positiva entre os investidores que buscam melhorar o risco e retorno da carteira”, afirmou Marcelo Sampaio, CEO da gestora, em entrevista à Forbes Brasil.

Para João Marco Cunha, gestor de portfólios da Hashdex, o objetivo é continuar crescendo em 2021 e oferecer produtos novos e cada vez melhores aos clientes.

“A expectativa para 2021 é de um crescimento ainda maior que no ano passado. Para isso, traremos novos produtos, por exemplo, o fundo de ouro e Bitcoin lançado no final do ano passado. Buscaremos presença em mais canais de distribuição e seguiremos a nossa missão de educar o mercado sobre essa classe de ativos tão promissora”, disse.

Leia também: Líder de suposta pirâmide de Bitcoin é encontrado morto em Santa Catarina

Leia também: Criptomoeda DeFi é hackeada e sofre rombo de R$ 14 milhões

Leia também: DeFi tem criptomoedas que podem saltar 100.000%, diz trader

BTC LAST NEWS: Crupto Facil