FGV promove desafio de inovação com Bitcoin e Blockchain

Avatar



Até o final de outubro, estudantes de todo país já podem se inscrever para a 2ª edição do Dathaton, uma iniciativa da Escola de Economia da Fundação Getulio Vargas (EESP-FGV) em parceria com a Ripple no University Blockchain Research Initiative. Na competição, que é 100% on-line, cada equipe é desafiada a trabalhar em problemas do mundo real.

Os grupos têm dez dias, incluindo dois finais de semana, para trazer soluções e inovações financeiras para desafios que envolverão Bitcoin, Blockchain e outros criptoativos, baseados nos temas e conjunto de dados fornecidos no dia de abertura do evento.

O nome Dathaton mescla as palavras em inglês para dados (“data”) e maratona (“marathon”). A competição também visa fomentar estudos na área dos ativos digitais e integrar alunos de todo Brasil. Todos os participantes tem que estar regularmente matriculado em algum curso de graduação no Brasil.

FGV hospeda maratona

No primeiro dia, as equipes assistirão a apresentações de pesquisas em andamento na parceria entre a FGV e a Ripple, sobre temas como uma criptomoeda social, previsão de preços e melhorias no protocolo do Bitcoin. Os participantes também terão acesso a bases de dados de criptomoedas, e poderão utilizar essas informações durante o desafio.

Cada grupo poderá ter entre três a cinco pessoas e a organização selecionará no máximo 20 equipes participantes.

Ao final da primeira fase, cinco times serão selecionados para uma etapa final, e a divulgação dos classificados será feita em 12 de novembro. Essas equipes farão uma apresentação oral defendendo suas conclusões no dia 17 de novembro. As vencedoras serão anunciadas dois dias depois, em 19 de novembro.

As premiações variam entre R$ 2.000 a R$ 8.000. Além dos prêmios em dinheiro e um certificado, serão ofertadas vagas gratuitas para os cursos de Blockchain (45h) e Criptofinanças (45h), do Mestrado Profissional em Finanças e Economia da FGV EESP, com início das aulas previsto para o 1º e 3º trimestres de 2022, respectivamente.

Além da Ripple e da gestora de fundos de criptoativos Hashdex, responsável pelo pioneiro ETF do segmento na bolsa de valores brasileira, o HASH11, o evento também tem como apoiadores a B3, o GV Code, o USP-UBRI e o Portal do Bitcoin.

A EESP-FGV e a Hashdex, apoiadora do Datathon, conduzem atualmente um pioneiro levantamento sobre o segmento cripto no Brasil, cuja principal conclusão, até aqui, é de que as criptmoedas já são a terceira classe de ativos preferida entre clientes de plataformas digitais de investimentos.

As inscrições vão até 24 de outubro e o torneio começa dia 29 do mesmo mês. O regulamento está disponível no site.

Evento discute criptomoedas

A primeira edição do Datathon da FGV aconteceu em agosto de 2020, reuniu 17 equipes , 57 estudantes de sete Estados brasileiros e  levantou soluções sobre previsão de preços e identificação de operações ilícitas. Participaram do desafio 21 Instituições de ensino .  Os trabalhos premiados foram apresentados em um webinar e estão disponíveis online.

As soluções apresentadas e enfoques trataram de assuntos como o processo de descoberta de preços em plataformas de negociação de criptomoedas, a análise preditiva do preço do bitcoin, identificando em quais momentos comprar ou vender unidades da criptomoedas e um modelo estatístico capaz de identificar operações ilegais envolvendo criptoativos.

O artigo FGV promove desafio de inovação com Bitcoin e Blockchain foi visto pela primeira vez em BeInCrypto.

Marketcrypto.com.br: News

EnglishGermanPortugueseRussian