Exchange retira BCH e BSV para proteger o Bitcoin

Exchange retira BCH e BSV para proteger o Bitcoin

A OKCoin anunciou na sexta-feira (19) a retirada de Bitcoin Cash (BCH) e Bitcoin SV (BSV) de sua lista de criptomoedas. O motivo, segundo a exchange, é “proteger o Bitcoin”.

O anúncio foi feito por meio do blog da exchange. O motivo dado pela CEO, Hong Fang, é que Craig Wright está “travando uma guerra” contra o BTC.

Desta forma, a OKCoin optou por ficar de fora. A retirada ocorrerá oficialmente a partir do dia 1º de março deste ano.

“Compromisso com o Bitcoin”

A exchange justifica que, periodicamente, faz uma análise das criptomoedas listadas na plataforma. Consequentemente, a retirada de BCH e BSV foi resultado dessa análise.

Contudo, a OKCoin acrescentou que há um contexto histórico “único” por trás da decisão. Primeiro, a empresa ressalta que não questiona questões de segurança ou fundamentais dos hard forks do Bitcoin.

O comunicado acrescenta que a exchange decidiu deixar os usuários escolherem suas criptomoedas. Tendo em vista o valor de mercado do BTC em US$ 1 trilhão, a OKCoin afirma que parece que investidores já têm uma preferência.

O motivo “único” para a retirada foram as ameaça feitas Craig Wright, autoproclamado Satoshi Nakamoto e figura por trás do BSV.

Sem palco para atacar o BTC

Em janeiro deste ano, Wright ameaçou processar sites contendo o white paper do Bitcoin. Segundo ele, trata-se de uma infração de direitos autorais, já que ele é supostamente Satoshi Nakamoto.

Assim, a OKCoin acredita que apoiar o Bitcoin SV é apoiar Wright e sua comunidade. Mais ainda, é dar força para um grupo que está atacando o Bitcoin.

O fato de Bitcoin Cash e Bitcoin SV se proclamarem versões reais do BTC também foi levado em consideração. Em razão da entrada massiva de novos investidores no mercado de criptomoedas, estes podem confundir os hard forks com o Bitcoin.

A exchange diz que não queria tomar uma decisão como essa. Até mesmo o episódio da plataforma Robinhood impedir negociações das ações da GameStop foi citado como exemplo.

Então, a OKCoin tenta resumir a decisão da seguinte forma:

“Temos dificuldade em ignorar a maliciosa guerra de desinformação fomentada por Craig Wright e outras grandes figuras destas comunidades [BCH e BSV]; também não podemos dar aos investidores acesso a BSV e BCH, enquanto acreditamos que eles podem se sentir enganados ou confusos por conta dos nomes dessas criptomoedas.”

A OKCoin conclui que, caso BSV e BCH decidam reimaginar suas marcas e criar distância da figura do Bitcoin, a decisão pode ser revista e revertida.

E a liberdade?

Conforme até mesmo mencionado pela OKCoin, episódios como Robinhood e GameStop têm seus lados preocupantes.

Durante o episódio entre ações da empresa de eletrônicos e o WallStreetBets, a plataforma de investimento proibiu que as ações fossem negociadas.

Tal ação foi duramente criticada, especialmente pela esfera de criptomoedas. É estranho, então, que algo assim ocorra na esfera das criptomoedas.

Contudo, para Anthony Pompliano, ainda é cedo para tirar conclusões. Em seu Twitter, “Pomp” reagiu ao anúncio:

“Isso é fascinante.

OKCoin está tirando dois forks do Bitcoin com medo de que investidores do varejo se confundam por causa do nome.

Não tenho certeza de como isso vai se desenrolar, mas é uma questão interessante para pensar sobre.”

Anthony Pompliano fala sobre decisão da OKCoin. Fonte: Anthony Pompliano/Twitter
Anthony Pompliano fala sobre decisão da OKCoin. Fonte: Anthony Pompliano/Twitter

Leia também: Criptomoedas podem valorizar 27.000% caso a história se repita

Leia também: Bitcoin atinge US$ 1 trilhão em valor antes de Google e Amazon

Leia também: Goldman Sachs e JPMorgan investem em Polkadot

BTC LAST NEWS: Crupto Facil