Exchange brasileira Foxbit busca capitalização com bancos

Avatar



A exchange brasileira de criptomoedas Foxbit está em busca de investidores para ampliar suas operações e recursos para os seus clientes.

Segundo O Estado de São Paulo, a Foxbit está em busca de uma nova capitalização de investimentos, e bancos seriam a escolha preferencial da empresa para angariar novos recursos.

Segundo o fundador e presidente da exchange, João Canhada, reuniões com três bancos já foram feitas nos últimos 20 dias. O empresário ainda destaca que as instituições financeiras estão cada vez mais atentas ao mercado cripto, querendo “entrar nesse universo”.

No Brasil, os bancos BTG Pactual, C6 Bank e Itaú já oferecem para os seus clientes opções relacionadas a criptomoedas, em sua maioria ligadas a fundos de investimentos voltados para esses ativos.

Conseguindo a capitalização, a Foxbit planeja ampliar sua atuação para outros mercados financeiros, como o de ações e de renda fixa. Com isso, a exchange conseguiria atrair mais usuários, além de oferecer em um único lugar diversas aplicações para os seus clientes.

Para realizar essas operações fora do mercado cripto, a exchange deve buscar inicialmente uma parceria com alguma corretora de investimentos. Caso os resultados sejam positivos, a Foxbit deve no futuro abrir a sua própria corretora de valores mobiliários.

Exchange no mercado brasileiro

A busca da Foxbit por uma nova capitalização pode ser considerada uma resposta ao Mercado Bitcoin e Ripio, duas grandes e influentes exchanges cripto do mercado brasileiro.

Em julho deste ano, a Mercado Bitcoin se tornou a primeira unicórnio cripto da América Latina, ao conseguir uma captação de mais de R$ 1 bilhão do conglomerado japonês Softbank. Já a Ripio, grupo dono da BitcoinTrade, anunciou a captação de um investimento de mais de R$ 250 milhões nesta segunda-feira (20).

Ainda sobre o mercado cripto brasileiro, a Binance, maior exchange em volume de negociações do mundo, tem conseguido atrair cada vez mais usuários do país. No entanto, a exchange tem bloqueado alguns de seus serviços para clientes brasileiros.

O artigo Exchange brasileira busca capitalização com bancos foi visto pela primeira vez em BeInCrypto.

Marketcrypto.com.br: News

EnglishGermanPortugueseRussian