Dados on-chain dão pistas da identidade de Satoshi Nakamoto

Avatar

Por muito tempo a identidade de Satoshi Nakamoto foi considerada o “Santo Graal” do universo dos criptoativos e criptografia em geral. No entanto, graças ao movimento recente de uma baleia Bitcoin e à análise aprofundada dos dados-on-chain, o rosto por trás do BTC pode ser finalmente revelado.

Desde a publicação do whitepaper do Bitcoin (BTC), há 13 anos, muita especulação tem sido feita sobre a identidade de Satoshi Nakamoto. Muitos usuários e especialistas na indústria de criptomoedas não conseguiram chegar a um acordo sobre se o enigmático criador do Bitcoin era uma pessoa ou um grupo de desenvolvedores e visionários.

Toda essa incerteza pode ter chegado ao fim nesta terça-feira (28), após uma baleia Bitcoin movimentar um total de 950.000 BTC, representando uma soma colossal de US$ 47 bilhões a preços atuais, de acordo com dados do blockchain.com.

Essa figura monumental estava em uma carteira Bitcoin inativa por 10 anos, que, somada ao estudo realizado pelo programador do Bitcoin Core argentino Sergio Lerner, indica que Satoshi Nakamoto possui 1.148. 800 em BTC.

Qual é a relevância de Satoshi Nakamoto?

Satoshi Nakamoto é o personagem que mais causou controvérsia e enigma dentro do ecossistema cripto. Em outubro de 2008, ele publicou “Bitcoin: Um sistema de caixa eletrônico P2P”, introduzindo a criptomoeda que representaria uma ruptura com o sistema econômico global tradicional.

O anonimato de Satoshi Nakamoto não impediu o desenvolvimento e especulações de inúmeras hipóteses. Craig Wright, Jörg Molt, Dorian Nakamoto, Adam Back, Nick Szabo, Hal Finney e até Elon Musk foram associados à identidade do programador anônimo, mas todos estavam muito longe da realidade.

A importância de Satoshi Nakamoto é reconhecida mundialmente. Em setembro passado, o misterioso criador do Bitcoin (BTC) foi imortalizado por meio de uma estátua colocada em Budapeste , capital da Hungria.

A identidade do pai do BTC

Os dados on-chain revelam que a carteira misteriosa possui BTC desde 2009, apenas alguns meses após a publicação do whitepaper do Bitcoin .

No entanto, uma série de movimentos de Bitcoin feitos na época, com IPs da Espanha e do México, mais a curiosa reativação da carteira, apontam que Satoshi Nakamoto seria, na verdade, duas pessoas diferentes vivendo nos dois continentes.

Quando a suposta identidade foi revelada, a comunidade cripto no Twitter não hesitou em se expressar diante de um marco tão importante. O  cofundador da Gemini , Cameron Winklevoss, observou que “hoje é um dia que a comunidade bitcoiner se lembrará para sempre”.

Por sua vez, Charles Hoskinson , fundador da Cardano, disse de maneira semelhante: “A ciência das criptomoedas finalmente viu o rosto dos pioneiros que apontaram um caminho percorrido por milhões de pessoas”.

Um apontados como semdo Nakamoto é um programador de Castilla-La Mancha chamado Manuel Cáceres Artesero, enquanto o visionário que vive no país asteca é identificado como Xavier López Rodríguez, ambos pertencentes a uma comunidade chamada “Los Sales”.

Embora esta notícia possa ser reveladoras e de impacto global, é muito provável que Manolo “el del Bombo” e Chabelo não sejam Satoshi Nakamoto, mas a BeInCrypto quis celebrar com vocês o Dia dos Santos Inocentes [o equivalente ao 1º de abril no Brasil] junto com duas grandes personalidades da cultura espanhola e latino-americana.

Muito provavelmente, a verdadeira identidade de Satoshi Nakamoto jamais será revelada.

O artigo Dados on-chain dão pistas da identidade de Satoshi Nakamoto foi visto pela primeira vez em BeInCrypto.

Marketcrypto.com.br: News

EnglishGermanPortugueseRussian