Criptomoedas terão maior alta da história em 2021, aponta estudo

Criptomoedas terão maior alta da história em 2021, aponta estudo

O fundador da DataDash, Nicholas Merten, está dando destaque a três criptomoedas para a maior temporada de altcoins da história que, segundo ele, está em andamento.

Conforme explicou Merten, essa altseason vem sendo impulsionada pelo desenvolvimento do Ethereum e pela popularização das finanças descentralizadas (DeFi).

Nesse sentido, ele ressaltou que nada poderá parar o boom das altcoins em 2021. Por isso, recomendou três opções de moedas digitais para acompanhar no período.

De acordo com o executivo, embora as altcoins tenham apresentado uma alta volatilidade recentemente, o mercado de criptomoedas está apenas nos primeiros turnos do ciclo de alta.

Criptomoedas para acompanhar

Uma das criptomoedas citadas por Merten é a Ampleforth (AMPL).

Segundo ele, com um valor de mercado de menos de US$ 400 milhões, a AMPL pode crescer significativamente. Assim, chegando a ser avaliada em vários bilhões de dólares se repetir as três fases de seu ciclo de touros de 2020.

“De modo geral, temos uma construção técnica muito boa que foi feita ao longo de 2020. E que foi um dos melhores desempenhos de DeFi”, disse.

Merten explicou que um dos pontos fortes da Ampleforth é seu padrão técnico. Portanto, o trader observou que é muito realista supor que a Ampleforth chegue a ser uma criptomoeda de US$ 1 bilhão, US$ 2 bilhões e até mesmo US$ 5 bilhões. O que seria um aumento significativo para o criptoativo.

MARK e UNI

A outra criptomoeda no radar de Merten é o protocolo Benchmark (MARK). Segundo o executivo, o criptoativo pode competir razoavelmente com a Ampleforth por causa de seus métodos exclusivos de rebase.

Por fim, a terceira altcoin na lista de Merten é o Uniswap (UNI). O trader acredita que o criptoativo pode aumentar mais de 177% de seu preço atual de US$ 18.

“Muitas pessoas estão curiosas sobre, você sabe… Eu ainda estou firme quanto ao preço-alvo de US $ 50? Estou. Ainda estou confiante de que vamos conseguir algo perto de US$ 50″, disse.

Segundo ele, no gráfico logarítmico, está muito claro a subida do UNI. Isso porque há grande média fora da linha de suporte.

“Começamos a nos separar conforme o otimismo chega e, eventualmente, acho que vamos ter um estalo muito em breve aqui, onde o preço geral vai começar a subir mais uma vez.”

Leia também: Tesla investe R$ 7,5 bilhões em Bitcoin e causa nova máxima

Leia também: Ethereum pode chegar a R$ 25 mil com contratos futuros, prevê analista

Leia também: Analista aponta: Polkadot, Cardano e Chainlink são boas oportunidades

BTC LAST NEWS: Crupto Facil