Coluna do TradingView: descanso pós-corrida

Coluna do TradingView: descanso pós-corrida

Após forte ganho de valor, subindo de US$ 9 mil para US$ 11 mil, Bitcoin segue lateralizado antes de nova movimentação de alta.

As altcoins se comportam de forma semelhante.

Abaixo, confira o que dizem os analistas sobre o mercado de criptoativos.

CoinGape

O preço do Bitcoin Cash atingiu uma resistência em US$ 326 no início da alta das criptomoedas.

Uma queda relâmpago ocorreu, culminando com um deslize até US$ 245, registrado em 02 de agosto.

O par BCH/USD passou a maior parte da semana passada nutrindo uma tendência de alta. Primeiramente, em direção aos US$ 300; depois, rumo aos US$ 400.

Por um tempo, o preço permaneceu em torno dos US$ 300, limitado à marca dos US$ 320. Na desvalorização, o suporte foi estabelecido no nível de Fibonacci de 50%.

Tal nível está entre um swing de alta de US$ 337,80 e um swing de baixa de US$ 235,01.

A Média Móvel Simples de 50 dias (SMA) também contribuiu muito na manutenção do preço. Além disso, manteve a alta acima dos US$ 300.

Durante a sessão de trade asiática, houve um rompimento acima da resistência imposta pela linha de tendência. Um candle de engolfo ultrapassou os US$ 300.

O gráfico Bitcoin Cash estava mostrando negociações em torno de US$ 308 no momento em que esse artigo foi escrito.

Há ainda uma grande pressão de venda em US$ 310. Caso os compradores passem dessa zona, os ganhos acima de US$ 320 ficarão mais prováveis.

Tecnicamente, um cenário de alta em direção aos US$ 400 é suportado por diversos níveis técnicos do RSI e do MACD. O RSI reverteu a tendência ascendente e atualmente visa os 70.

Em outras palavras, a influência de alta continua crescendo de forma estável. (veja o gráfico dinâmico).

ESID

Estamos dentro de um padrão de equilíbrio no gráfico mensal de ENG/BTC, com a Média Móvel Exponencial (EMA) de 12 dias trabalhando como forte resistência.

Dando zoom no gráfico semanal ENG/BTC, vemos um Inside Bars (linhas amarelas). Tal indicador pode definir a continuidade da busca pelo topo descendente do padrão de equilíbrio no gráfico mensal.

Caso haja rompimento para cima, a resistência imposta pela EMA de 26 dias será vencida.

Para isso, é preciso continuar a tendência de alta no gráfico diário, visando testar o último topo do gráfico semanal em 0.00004074.

Caso o inside bars seja rompido para baixo, o último topo do gráfico semanal será confirmado como topo descendente do padrão de equilíbrio do gráfico mensal.

Assim, a marca de 0.00001101 atuará como suporte principal. (veja o gráfico dinâmico).

NomadeTrader

Já venho a bastante tempo falando da alta de prata, ouro e Bitcoin. Prata já teve seus dias de glória, bem como o ouro, e agora acredito ser a vez do Bitcoin ganhar valor.

Ele finalmente conseguiu romper os US$ 10.000, ao mesmo tempo que rompeu a Linha de Tendência Baixa (LTB, a linha vermelha no gráfico abaixo).

No auge do COVID-19, vimos o preço rompendo o canal de longuíssimo prazo para baixo. Porém, esse teste foi negativo, o que me dá muita confiança para ter mais de 30% da minha carteira em criptomoedas.

Meu risco é o rompimento do canal para baixo, enquanto meu upside é o topo dele. (veja o gráfico dinâmico).

Disclaimer: As análises aqui apresentadas são apenas estudos. Elas não são recomendações de investimento, nem de compra nem de venda, tampouco refletem a opinião do veículo de mídia na qual estão sendo divulgadas. São estudos direcionados a pessoas com conhecimento e experiência no mercado financeiro.

Nossos Autores: CoinGape, ESID, Nomade Trader.

Leia também: Rumo aos 100 Mil #10 | 104% de rentabilidade no Bitcoin em 2020

Leia também: Viver de renda do Mercado Financeiro. Já pensou nisso?

Leia também: Coluna do TradingView: Bitcoin acima de R$ 60.000

Aviso: O texto apresentado nesta coluna não reflete necessariamente a opinião do CriptoFácil

BTC LAST NEWS: Crupto Facil