Clientes da empresa do “Faraó dos bitcoins” protestam contra autoridades

Avatar



Punhos de grupo de manifestantes erguidos no ar

Os clientes da GAS Consultoria intensificaram os protestos contra as autoridades brasileiras nesta segunda-feira (20), desta vez em frente ao TRF2 no Rio de Janeiro.

As investigações seguem obtendo mais informações sobre o caso, apontado como uma pirâmide financeira e organização criminosa, mas alguns clientes seguem confiando na empresa.

Nos últimos dias a situação acabou piorando para os clientes, após uma decisão da justiça de bloquear as contas da GAS consultoria.

Com este bloqueio, a empresa anunciou que iria suspender o pagamento dos rendimentos de 10% ao mês, situação que já leva vários investidores a pedir o bloqueio judicial de seus aportes e até a reclamar em plataformas na internet.

No Reclame Aqui, reclamações de clientes já começaram a ser registradas, mostrando que as pessoas começaram a desacreditar da empresa.

No último final de semana alguns clientes já haviam protestado novamente em Cabo Frio, cidade que era sede da GAS, segundo apurou o portal RLagos. Os protestos foram feitos em frente a Rede InterTV, afiliada da Rede Globo, como havia sido feito após a prisão de Glaidson Acácio dos Santos no final de agosto na Operação Kryptos.

Nunca lesou Ninguém

Segundo os líderes da GAS Consultoria que ainda comandam essa polêmica empresa, a culpa pela falta de pagamentos é da justiça, que bloqueou valores que seriam enviados para os clientes.

Assim, vários investidores acharam correto protestar na porta do Tribunal Regional Federal do Rio de Janeiro (TRF2), nesta segunda. O portal RLagos acompanhou e divulgou filmagens do protesto, que até o momento se mostrava pacífico.

O que chamou atenção é que os clientes da GAS Consultoria gritavam palavras de ordem como “Nunca lesou Ninguém“, indicando que ainda confiam na empresa que não os paga mais. Os manifestantes ainda levaram faixas e cartazes para o protesto, pedindo a liberdade de Glaidson dos Santos.

Veja o vídeo do protesto desta segunda, o segundo nos últimos dias.

Fonte: Livecoins

Marketcrypto.com.br: Livecoins

EnglishGermanPortugueseRussian