CHZ, NEAR, LUNA – Tokens DeFi atingem novas máximas

Avatar



A Chiliz (CHZ) está crescendo desde o final de maio. No momento, ela se aproxima do primeiro dos dois principais níveis de resistência, e um rompimento desse nível pode desencadear um forte movimento de alta.

O Near Protocol (NEAR) tenta começar uma reversão de tendência na sua antiga máxima histórica e rompeu um padrão corretivo de curto prazo.

Enquanto isso, a Terra (LUNA) atingiu uma nova máxima histórica no dia 4 de outubro. No entanto, ela encerrou seu movimento de alta, gerando incertezas sobre a direção futura da sua tendência.

CHZ

A CHZ segue uma linha de tendência de alta desde o dia 23 de maio. Enquanto esta linha de estiver intacta, a tendência pode ser considerada de alta. A alta também é apoiada pelos indicadores técnicos MACD e RSI.

O MACD está subindo e quase cruzou o território positivo. O indicador é criado por uma combinação de médias móveis de curto e longo prazo (MA), e a leitura atual significa que a tendência de curto prazo está ganhando força sobre a de longo prazo, mas ainda não a superou.

Por outro lado, o RSI já se moveu acima da linha 50 (ícone verde). Isso geralmente significa que a tendência é de alta. A última vez que isso ocorreu foi no dia 24 de julho, precedendo o movimento que culminou no preço de US$ 0,46.

A principal resistência está em US$ 0,465. Ela é criado pelo nível de retração de 0,382 de Fibonacci e as altas atingidas em setembro. Se a CHZ conseguir se mover acima desse nível, ela poderá subir consideravelmente.

Gráfico da CHZ no TradingView

O gráfico de seis horas mostra que a CHZ segue uma linha de tendência de alta ainda mais íngreme. Isso a levou a uma alta de US$ 0,38 feita na última quinta-feira (7).

No entanto, os preços mais altos não puderam ser sustentados e o token criou um longo pavio superior (ícone vermelho). O pavio é considerado um sinal de pressão de venda, uma vez que o preço do ativo não conseguiu se estabelecer acima desse nível.

Além disso, o movimento validou a área de US$ 0,355 como resistência, uma vez que o preço da CHZ não conseguiu se manter nesse nível no última domingo (10). Portanto, há dois níveis de resistência a serem rompidos para que a CHZ possa começar um movimento considerável de alta.

Gráfico da CHZ no TradingView

Destaques

  • A CHZ segue uma linha de tendência de alta.
  • Existe resistência em US$ 0,355 e US$ 0,465.

NEAR

A NEAR estava em tendência de baixa desde o dia 7 de setembro, quando atingiu a máxima histórica de US$ 11,88. No começo, a queda fez com que o preço ficasse abaixo da área de US$ 7,30. Esta é uma área crucial, uma vez que era a resistência do preço recorde anterior e agora deve funcionar como suporte.

No entanto, depois de desviar abaixo desta área (círculo vermelho), a NEAR voltou a crescer e recuperou esse nível. Esta é uma ocorrência de alta que frequentemente precede movimentos bruscos para cima.

Os indicadores técnicos fornecem uma perspectiva neutra. O MACD está caindo, mas ainda é positivo. Isso significa que, embora a tendência de curto prazo ainda seja mais rápida do que a de longo prazo, ela está perdendo força rapidamente. Por outro lado, o fato de que o RSI estando exatamente na linha 50 é uma leitura muito neutra.

Gráfico da NEAR no TradingView

O gráfico de seis horas apoia a possibilidade de que o token consiga romper essa resistência. A NEAR já rompeu um canal paralelo de baixa e depois o validou como suporte (ícone verde).

Canais paralelos geralmente contêm movimentos corretivos. O rompimento do canal indica que a correção está completa e agora o token provavelmente retomará seu movimento de alta.

Gráfico da NEAR no TradingView

Destaques

  • A NEAR alcançou uma nova máxima histórica no dia 9 de setembro.
  • Ela é negociado acima do suporte de US$ 7,30.

LUNA

A LUNA estava em queda desde que atingiu a máxima histórica de US$ 49,54 na terça-feira (5). É possível que ela esteja tentando encontrar suporte acima de uma linha de tendência de baixa que foi rompida anteriormente.

As leituras do RSI e MACD são iguais às da NEAR. O MACD mostra que a tendência de curto prazo está perdendo força, embora ainda seja mais rápida do que a de longo prazo. Já o RSI é neutro.

Gráfico da LUNA no TradingView

O gráfico de duas horas gera algumas dúvidas sobre a possibilidade de que o LUNA continue a crescer. Em primeiro lugar, o token rompeu uma linha de tendência de alta.

Além disso, o movimento de alta que levou até a sua máxima histórica é uma estrutura de três ondas (destaque). Se este fosse o início de um movimento de alta de longo prazo, a subida deveria ter sido uma estrutura de cinco ondas.

Há suporte em US$ 36,75 e US$ 33,75, que são os níveis de retração de 0,5 e 0,618 de Fibonacci. No entanto, embora devam fornecer suporte temporário, a possibilidade de uma reversão para uma nova tendência de alta ainda não pode ser determinada.

Gráfico da LUNA no TradingView

Destaques

  • A LUNA alcançou uma nova máxima histórica em 5 de outubro.
  • O token rompeu uma linha de tendência de alta.

Confira a análise mais recente do Bitcoin.

O artigo CHZ, NEAR, LUNA – Tokens DeFi atingem novas máximas foi visto pela primeira vez em BeInCrypto.

Marketcrypto.com.br: News

EnglishGermanPortugueseRussian