Ceará investe R$ 1,2 milhão em blockchain focada em obras públicas

Ceará investe R$ 1,2 milhão em blockchain focada em obras públicas

Definitivamente a blockchain está indo muito além do Bitcoin e das criptomoedas.

Prova disso é que Governo do Estado do Ceará anunciou que vai investir cerca de R$ 1,2 milhão na tecnologia para mediação de obras públicas.

O objetivo é usar a blockchain para promover a integração de bases de dados das plataformas e dos dois sistemas de gerenciamento de obras utilizados atualmente.

Blockchain como protocolo de confiança

De acordo com o comunicado publicado pelo Governo do Ceará nesta terça-feira (27), o investimento será feito pela Superintendência de Obras Públicas (SOP) do estado.

Nesse sentido, a adoção da blockchain como protocolo de confiança atende às diretrizes do Tribunal de Contas da União (TCU).

Isso porque o órgão recomendou a virtualização de forma segura dos processos de mediação.

“A ideia é, gradativamente, a partir do início de 2021, implementar o uso da blockchain em todas as situações e negócios da pasta, principalmente nas medições”, diz o comunicado.

Para o diretor de Planejamento e Gestão da SOP, Arnoudo Alves, o órgão está saindo na frente ao abraçar esta tecnologia.

Ele destacou que a blockchain funciona como um livro de registro imutável de transações, organizado em blocos. Alves ainda comentou que se trata da mesma tecnologia por trás das criptomoedas. É ela que garante o registro de todos os atores do processo com segurança.

Segundo o diretor, a blockchain é ideal para órgãos que necessitam garantir a autenticidade de documentos.

“Com isto, a SOP caminha rumo à transparência, pois se tornará possível a visualização de qualquer transação, bem como a descentralização, a segurança e a virtualização dos documentos. Tudo passa a acontecer virtualmente, todos os passos da medição serão validados pela empresa, supervisora, fiscal etc”, ressaltou Arnoudo Alves.

Programa Ceará Digital

Conforme informou o comunicado, a adoção da blockchain pelo Governo atende à política do Programa Ceará Digital. Essa iniciativa propõe a implantação de um governo 100% digital nos próximos quatro anos.

Assim, visa virtualizar os serviços públicos que impactam a vida cidadão. Além disso, como comentou Arnouldo Alves, vai facilitar a vida das empresas com as quais a SOP possui contrato.

Afinal, vai eliminar as medições físicas, além de melhorar a consolidação de dados de transparência para o acesso dos cidadãos.

Leia também: Criptomoedas superam ações em mercado temendo a Covid-19

Leia também: Importante banco testará moedas digitais ainda em 2020

Leia também: IRB Brasil e B3 vão criar plataforma em blockchain para seguros

BTC LAST NEWS: Crupto Facil