Carteira de Ações recomendada para novembro, da Mirae

Carteira de Ações recomendada para novembro, da Mirae

A Mirae Asset, que possui US$ 162 bilhões de dólares sob gestão, alterou três ações em sua carteira para novembro. Dessa forma, com a saída de Banco do Brasil, Localiza e MRV, entraram Cosan, Klabin e Marfrig.

No mês passado – outubro – a carteira performou positivamente em 2,2%, contra uma queda de -0,7% do Ibovespa. “Quem estava viu”, o Ibovespa caminhava bem – até alcançando novamente os 100k – mas desandou na última semana do mês. O aumento do número de casos de coronavírus na Europa e novos lockdowns derrubaram os índices ao redor do globo.

O mês iniciou com otimismo, entretanto, os números de casos continuam a subir. Além disso, a Mirae destacou a agenda de indicadores econômicos, que ajudará a mensurar o nível de recuperação de cada país.

“Ainda aguardamos que grande parte desses indicadores mostrem impacto pela pandemia, apenas de serem dados passados e os investidores sempre estarem olhando para frente” ­­– afirmou a gestora de recursos.

Por fim, a Mirae também destacou que permanece com uma visão positiva acerca da retomada da atividade econômica no Brasil.

A carteira

Assim sendo, com as três mudanças feitas pela gestora de recursos, a carteira permanece com 1o ativos. Confira:

Empresa Ticker Peso
Banco do Brasil BBAS3 10%
Gerdau GGBR4 10%
Iochpe-Maxion MYPK3 10%
Localiza RENT3 10%
Magazine Luiza MGLU3 10%
MRV MRVE3 10%
Randon RAPT4 10%
Romi ROMI3 10%
Vale VALE3 10%
Via Varejo VVAR3 10%

Sobre a Mirae Asset

A Mirae Asset é um dos maiores grupos financeiros da Ásia. Entretanto, a empresa também possui escritórios em mais 14 países, nos continentes americanos, europeus, asiáticos e oceânicos.

Dessa forma, consegue oferecer diversos serviços, como: gerenciamento de ativos, gestão de patrimônio, Investment banking e seguro de vida. Assim sendo, possui mais de US$ 399 bilhões em ativos administrados, atuando em 15 mercados diferentes.

Leia também: Investimentos em ações e renda variável se popularizam

Leia também: Venda de imóveis retoma em “V” e dispara

Leia também: Derivativos de criptoativos crescem mais de 300% em 3 anos

Aviso: O texto apresentado nesta coluna não reflete necessariamente a opinião do CriptoFácil.

BTC LAST NEWS: Crupto Facil