BTC, ETH, XRP, ZEC, AVAX, COMP, AXS – Análise de 22 de setembro

Avatar



O Bitcoin (BTC) e o Ethereum (ETH) possivelmente completaram suas estruturas corretivas A-B-C.

O XRP (XRP) e o Zcash (ZEC) seguem linhas de tendências de baixa. Já a Avalanche (AVAX) atingiu uma nova máxima histórica no domingo (19).

O Compound (COMP) é negociado dentro de um canal paralelo de baixa, enquanto o Axie Infinity (AXS) segue uma linha de tendência de baixa.

BTC

O BTC rompeu abaixo da área horizontal de US$ 44.000 na segunda-feira (20) e atingiu uma mínima de US$ 39.573 no dia seguinte.

No entanto, ele se recuperou desde então e está em processo de validação do nível de retração de 0,5 de Fibonacci em US$ 40.800 como suporte de preço. Para isso, seria necessário um fechamento do candle diário acima dessa área.

Apesar da recuperação contínua, os indicadores técnicos do BTC são de baixa. Tanto o MACD quanto o RSI estão caindo e a linha do Supertrend é de baixa.

Além da área de US$ 40.800, há um suporte mais forte em US$ 38.000. Esta é uma área de suporte horizontal e o nível de retração de 0,618 de Fibonacci.

Gráfico do BTC no TradingView

ETH

O ETH está em queda desde que atingiu uma alta de US$ 4.027 no dia 3 de setembro. O movimento de baixa inicialmente acelerou no dia 7 de setembro e, após um breve salto corretivo, foi retomado na quinta-feira (16).

Já na terça-feira (21), a criptomoeda atingiu a mínima de US$ 2.807 e voltou a subir, criando um longo pavio inferior. A baixa foi feita exatamente no nível de retração de 0,5 (branco). Além disso, deu às ondas A:C uma proporção de exatamente 1:1. Portanto, é possível que o ativo já tenha atingido um fundo.

Gráfico do ETH no TradingView

XRP

O XRP está em queda desde que atingiu um topo de US$ 1,41 no dia 6 de setembro. No domingo, ele rompeu abaixo da área horizontal de US$ 1,05 que vinha atuando como suporte desde quinta-feira.

Nesta quarta-feira (22), o token voltou a crescer após tocar uma linha de tendência de baixa. A linha também coincidiu com o nível de retração de 0,618 de Fibonacci. Além disso, o RSI gerou uma divergência de alta e o MACD fez uma barra de impulso superior.

No entanto, espera-se que a área de US$ 1,05 atue como resistência e, até que seja recuperada, a tendência não pode ser considerada de alta.

Gráfico da XRP no TradingView

ZEC

A ZEC está em tendência de queda desde o dia 6 de setembro. Semelhante ao XRP, ela segue uma linha de tendência de baixa, que foi validada na terça-feira (ícone verde).

A linha também coincidiu com a área de suporte horizontal de US$ 105. No entanto, os indicadores técnicos no gráfico diário ainda são de baixa, uma vez que tanto o RSI quanto o MACD estão caindo.

Gráfico da ZEC no TradingView

AVAX

No domingo, a AVAX atingiu uma nova máxima histórica em US$ 76,19. A alta foi atingida no nível de retração externa de 1,61 de Fibonacci ao medir a queda mais recente.

Depois que o RSI e o MACD geraram divergências de baixa, o token caiu para US$ 60. Na terça-feira, ela validou o antigo preço recorde de US$ 59 como suporte.

Enquanto conseguir se manter acima desse nível, a tendência pode ser considerada de alta. A próxima resistência está em US$ 102.

Gráfico da AVAX no TradingView

COMP

O COMP está caindo desde o dia 6 de julho. Já no dia 6 de setembro, ele criou um fundo menor que o anterior e retomou seu movimento de queda em uma taxa acelerada. Isso levou a uma baixa de US$ 301 alcançada na terça-feira.

Esta baixa foi feita na linha de suporte do canal de baixa e na área de suprote horizontal de US$ 300. Além disso, ela deu às ondas A:C uma proporção de exatamente 1:1. Portanto, é possível que a correção seja concluída e o COMP agora volte a crescer.

Gráfico do COMP no TradingView

AXS

O AXS segue uma linha de tendência de baixa desde o dia 4 de setembro. Isso o levou a uma baixa de US$ 48,1 alcançada na terça-feira.

Depois disso, o token voltou a subir e agora está no processo de romper esta linha de tendência. O movimento foi precedido por uma divergência de alta no RSI.

A linha também coincide com a área de resistência horizontal de US$ 62,50. Se o AXS conseguir romper essas resistências, a tendência pode ser considerada de alta. Nesse caso, a próxima resistência estaria em US$ 77.

Gráfico do AXS no TradingView

O artigo BTC, ETH, XRP, ZEC, AVAX, COMP, AXS – Análise de 22 de setembro foi visto pela primeira vez em BeInCrypto.

Marketcrypto.com.br: News

EnglishGermanPortugueseRussian