Brasileiros enfrentam dificuldades para investir, revela pesquisa

Brasileiros enfrentam dificuldades para investir, revela pesquisa

O dia mundial da poupança aconteceu no dia 31 de outubro.

Vale ressaltar que a data se refere à economia de dinheiro, em geral, mas não exclusivamente à poupança.

De toda maneira, é importante entender o que leva os brasileiros a deixarem o seu dinheiro na poupança, em vez de procurarem por outras opções de investimento mais rentáveis.

Brasileiros preferem a poupança devido à comodidade do serviço

A poupança é a modalidade de investimentos preferida no país.

Em setembro, cerca de R$ 1 trilhão foi depositado pelos brasileiros na poupança.

O valor foi ajudado pelos beneficiários do auxílio-emergencial, que recebem a ajuda através da poupança digital da Caixa.

Uma pesquisa realizada pela XP Investimentos ajuda a entender a situação.

De acordo com as pessoas consultadas, estes são os principais motivos que as levam a colocar dinheiro na poupança:

  • Facilitade: 59%;
  • Comodidade: 50%;
  • Liquidez: 48%.

Por outro lado, o que leva as pessoas consultadas a deixarem de investir em outras modalidades é o seguinte:

  • Barreiras de entrada: 46%;
  • Taxas: 38%;
  • Risco: 26%;
  • Relacionamento com o banco: 9%.

Entrevistados possuem outro tipo de investimento

Apesar de liderar o mercado, a poupança não está sozinha.

Desse modo, a pesquisa indica que 69% dos entrevistados aplica em alguma outra modalidade de investimentos.

Isso mostra que as pessoas estão interessadas em buscar investimentos mais vantajosos do que a poupança, já que ela rende apenas 1,4% ao ano.

Além disso, o estudo também mostra que os adeptos exclusivos da poupança são os que menos conhecem sobre investimentos.

Logo, é possível que a falta de informação seja um fator limitante na hora das pessoas diversificarem na hora de aplicar o seu dinheiro.

Bitcoin e outras criptomoedas com grandes retornos

O rendimento de 1,4% da poupança fica atrás de vários outros ativos, incluindo o Bitcoin, o Ethereum (ETH) e outras criptomoedas.

Dessa maneira, o Bitcoin valorizou 166% em 2020 e está cotado a R$ 77.915, de acordo com o TradingView.

O Ethereum está indo além: a valorização é de 324% até o início de novembro. A cotação do ETH é de R$ 2.230.

O mercado de ações, por sua vez, não está tendo um ano positivo. O IBOV, que mede o desempenho da B3 Bovespa, está com um retorno negativo de 20% no ano.

Finalmente, é possível que os investidores da poupança tenham prejuízo em 2020, caso a inflação supere o seu rendimento anual.

Leia também: 5 indicadores apontam: Bitcoin está próximo de alta nunca vista

Leia também: Herança em Bitcoin: juristas defendem criação de herança digital

Leia também: Famoso youtuber lança jogo que dá criptomoedas aos jogadores

BTC LAST NEWS: Crupto Facil