Brasil é o segundo país que mais usa criptomoedas no mundo

Brasil é o segundo país que mais usa criptomoedas no mundo

A Statista é uma empresa que realiza estudos de mercado.

Através de uma pesquisa recente, ela descobriu que o Brasil é um dos países com o maior número de usuários de criptomoedas em todo o mundo.

Além disso, os países com altos índices de inflação tendem a buscar as criptomoedas mais do que os países de economia estável.

Brasileiros gostam de criptomoedas

Na pesquisa, os entrevistados foram perguntados se já haviam utilizado ou possuído criptomoedas em algum ponto da vida:

Pesquisa mostra o número de pessoas que já usaram criptomoedas em cada país
Pesquisa mostra o número de pessoas que já usaram criptomoedas em cada país

De acordo com a empresa, cerca de mil pessoas foram entrevistadas em cada um dos países que compõem o estudo.

Assim, o Brasil ficou na segunda posição do ranking, uma vez que 18% dos participantes da pesquisa afirmaram já terem tido ou utilizado criptomoedas.

Os colombianos estão empatados com os brasileiros, conforme demonstra a imagem.

Vale ressaltar que a América do Sul possui uma participação relevante no ranking.

Isso ocorre porque Brasil, Colômbia, Argentina e Chile estão entre os dez países que mais utilizam criptomoedas no globo.

Outra tendência apontada pelo estudo é a de que os países mais pobres tendem a recorrer às criptomoedas com mais frequência do que os países desenvolvidos.

Inflação alta e subdesenvolvimento favorecem

A Turquia lidera o ranking da pesquisa, com 20% dos entrevistados já tendo utilizado criptoativos.

Isso não ocorre por acaso, pois o país está enfrentando uma crise econômica severa há alguns anos.

Em 2019, a inflação na Turquia foi equivalente a 15,18%. No ano anterior, foi de 16,33%, de acordo com os dados da Statista.

O outro caso de país com problemas inflacionários da pesquisa é a Argentina. Isso porque a inflação foi de 53% em 2019, no país portenho. Em 2018, o índice alcançou os 34%.

Dólar x Peso Argentino em 2020
Dólar x Peso Argentino em 2020

No gráfico, é possível ver a relação entre o dólar e o peso argentino em 2020. A moeda sul-americana perdeu 26% de valor em relação ao dólar.

Nesse momento, o dólar equivale a 75,77 pesos argentinos.

Com as informações da pesquisa, percebe-se que os criptoativos possuem um papel relevante para os países economicamente frágeis.

Leia também: Dólar pode impedir nova alta do Bitcoin, aponta analista

Leia também: Criptomoeda listada pela Binance dispara 85% e tem maior valorização do dia

Leia também: Plataforma DeFi dá rendimentos em Bitcoin, XRP e outras criptomoedas

BTC LAST NEWS: Crupto Facil