Bitcoin volta aos R$ 96.000 mesmo com correções

Bitcoin volta aos R$ 96.000 mesmo com correções

mercado de Bitcoin (BTC), junto com o mercado de criptomoedas no geral, passa por correções nesta segunda-feira (14).

De qualquer forma, o BTC avançou durante o fim de semana e voltou aos R$ 96.000.

Embora o mercado esteja no vermelho, níveis importantes foram recuperados.

Preço do Bitcoin hoje

De acordo com dados obtidos pela ferramenta WorldCoinIndex, o BTC declinou 0,76% nas últimas 24 horas contadas da escrita desta matéria. A cotação do BTC hoje é R$ 96.813,20.

A marca de R$ 98.179,85 foi registrada na manhã de domingo (13), atuando como máxima intradia. Já a mínima intradia ocorreu na tarde do mesmo dia, marcada em R$ 96.219,67.

Segundo dados do IntoTheBlock, o número de endereços de BTC lucrando atualmente é de 94%. Dos 6% restantes, todos os endereços ficam “no zero”.

O futuro do BTC segue pessimista. Dos quatro principais indicadores, três apontam para o pessimismo, enquanto o restante se mantém neutro.

Quanto ao volume de troca do BTC, cerca de R$ 120,8 bilhões foram movimentados nas últimas 24 horas.

Por fim, o gráfico do Bitcoin referente às últimas 24 horas pode ser visto abaixo:

Bitcoin volta aos R$ 96.000 mesmo com correções
Gráfico com as variações de preço do Bitcoin nas últimas 24 horas. Fonte: WorldCoinIndex

Criptomoedas em correções

Mesmo com a recuperação observada no fim de semana, a segunda-feira é de correções.

XRP, Bitcoin Cash e Cardano declinaram respectivos 3,79%, 2,17% e 1,68%. No top 20, NEM, Bitcoin SV e Tron escorregaram respectivos 6,63%, 1,86% e 1,50%.

Contudo, Tezos, Monero e Stellar conseguiram escapar. Foram exibidas valorizações de, respectivamente, 1,88%, 4,72% e 0,92%.

Até o fechamento deste artigo, o valor total do mercado de criptoativos era de R$ 2,824 trilhões. A dominância do BTC está em 63,5%.

Por fim, a cotação do dólar utilizada para converter os valores foi de R$ 5,07.

Leia também: Token CREAM tem chances de valorizar, defende analista

Leia também: 2021 será ainda melhor para o Bitcoin, segundo Forbes

Leia também: Criptomoedas acumularão mais valor de mercado, afirma Raoul Pal

BTC LAST NEWS: Crupto Facil