Bitcoin rompe máxima histórica: agora sobe ou desce?

Bitcoin rompe máxima histórica: agora sobe ou desce?

Após a Tesla divulgar a compra de mais de R$ 7,5 bilhões em Bitcoin nesta segunda-feira (8), a criptomoeda disparou. Consequentemente, uma nova máxima histórica foi registrada.

Contudo, isso abre outro cenário: o BTC está em zona de descoberta de preço. Isso significa que tudo é desconhecido de agora em diante.

Analistas comentaram sobre o futuro da maior criptomoeda do mundo em valor de mercado.

Por enquanto R$ 267.000

No momento da escrita desta matéria, o BTC está cotado a R$ 229.915,49, ou US$ 42.972,78 na cotação em dólares.

O analista Michaël van de Poppe preferiu prever a movimentação da moeda digital no curto prazo. Para ele, caso o Bitcoin feche o dia acima da máxima história anterior, a criptomoeda pode buscar os R$ 267.000.

“Se romper a máxima histórica do Bitcoin e fechar acima dela hoje e amanhã [anteriormente US$ 42.309,37], acredito que podemos continuar e usar US$ 50.000 [R$ 267.000, na cotação atual do dólar] como próximo alvo.”

Analista faz previsão de curto prazo para o Bitcoin
Analista faz previsão de curto prazo para o Bitcoin. Fonte: Michaël van de Poppe/Twitter

Em outras palavras, é possível que o BTC dispare 16% durante as próximas 48 horas.

Dan Held, chefe de crescimento da Kraken, também está otimista. Ele compartilhou uma imagem por meio do Twitter, afirmando que o Bitcoin tem muito espaço para crescer neste ciclo de alta.

A imagem compara o crescimento do BTC em relação à sua última queda — no caso do ciclo atual, o ponto de referência é o “corona crash” de março de 2020.

Ciclo de preço do Bitcoin
Ciclo de preço do Bitcoin. Fonte: Dan Held/Twitter

Longo prazo é mais de R$ 500 mil

O trader conhecido como Angelo BTC também se posicionou no Twitter nesta segunda-feira.

Entretanto, sua projeção se dá entre janeiro de 2021 e dezembro de 2022. Para o famoso trader, o Bitcoin atingirá US$ 100 mil até o final de 2022.

Na cotação em reais, o preço ultrapassa os R$ 500 mil em um ano. Trata-se de uma valorização de 131% em relação à cotação atual.

Para Angelo, a única forma de não haver valorização é se o mercado “não acreditar que é fácil”.

Previsão de Angelo BTC para o Bitcoin no longo prazo. Fonte: Angelo BTC/TradingView
Previsão de Angelo BTC para o Bitcoin no longo prazo. Fonte: Angelo BTC/TradingView

 

Cautela com zona desconhecida

O economista Fernando Ulrich alertou nesta segunda-feira sobre a “volatilidade extrema” que aguarda o Bitcoin acima da máxima histórica.

Também por meio do Twitter, Ulrich comentou sobre a criação de um cenário no qual se tenta criar urgência de compra usando o discurso de instituições aderindo ao BTC.

Assim, é importante progredir com calma nesse cenário ainda opaco. De qualquer forma, até mesmo Ulrich parece feliz com o resultado.

Para o economista, “mais pessoas estão se dando conta que mais pessoas estão se dando conta”. Forma-se então uma “profecia autorrealizável”.

Leia também: Criptomoedas terão maior alta da história em 2021, aponta estudo

Leia também: Maior que a Tesla: Bitcoin atinge R$ 4,3 trilhões em valor de mercado

Leia também: Dogecoin dispara mais de 100% com ajuda de Snoop Dogg

BTC LAST NEWS: Crupto Facil