Bitcoin on-chain: indicadores apontam que tendência de alta continua

Avatar



Análise dos indicadores on-chain para o Bitcoin (BTC), especificamente a porcentagem de saídas de transação não gastas (UTXO). A leitura atual é diferente da vista no topo do ciclo de alta de 2017. Isso indica que a alta atual provavelmente não é um movimento de alívio, mas sim a continuação de uma tendência de alta.

O modelo UTXO para o Bitcoin é exclusivo em relação a outros sistemas monetários. Cada entrada consome UTXOs existentes, que são criados por meio de uma saída.

Por exemplo, um endereço possui dois UTXOs, com valores de 0,8 e 0,5 BTC. Se ele fizer uma transação para um BTC, ele consumirá ambos os UTXOs e criará outro para 0.3 BTC.

Portanto, os UTXOs atuais são usados em uma transação enquanto novos são criados com base nos valores restantes. O preço no momento do UTXO é registrado. Então, quando o preço está em alta, então claramente 100% de todos os UTXOs estão apresentando lucro. Atualmente, esse percentual é de 95,31%.

Uma maneira interessante de analisar o indicador é medindo o período de tempo em que mais de 95% dos UTXOs tiveram lucro (linha vermelha).

Na corrida de alta do BTC iniciada em 2016, o indicador ficou acima desse nível por cerca de um ano, com três quedas acentuadas abaixo dele. Na corrida de alta atual, os valores permaneceram acima da marca de 95% por seis meses, antes de cair drasticamente em abril.

O indicador agora está acima de 95% (círculo azul). Em 2016, o salto foi fraco e o indicador não conseguiu sequer se aproximar da linha de 95%. A mesma coisa ocorreu durante o ciclo de alta de 2013 (círculos pretos).

Em termos técnicos, isso mostra que os movimentos de alívio após as quedas do BTC de 2013 e 2016 foram muito mais fracos do que o salto atual. Isso torna improvável que o Bitcoin esteja experimentando uma correção, mas sim continuando sua tendência de alta.

Fonte: Glassnode

Queda gradual do Bitcoin

Ao comparar o movimento de queda em 2017 com a correção mais recente, o que imediatamente chama a atenção é o quão nítido o primeiro foi em comparação com o último. A porcentagem de UTXOs no lucro caiu para 80% apenas dois meses depois de cair para menos de 95% (círculo preto).

Em seguida, caiu para 75% após quatro meses (círculo azul) e abaixo de 70% após seis meses (círculo vermelho). O movimento de queda culminou com uma baixa de 45,96% em fevereiro de 2019.

Fonte: Glassnode

O movimento tem sido bem mais gradual em 2021. A queda local de 84,49% do Bitcoin em julho de 2021 foi bem maior do que a vista em 2017.

O indicador reverteu sua tendência e agora está acima de 95% novamente. Isso não é semelhante aos topos de ciclo anteriores.

Portanto, ao contrário de 2017, o percentual de UTXOs no lucro nunca caiu abaixo de 80% e agora está acima de 95%.

Fonte: Glassnode

Confira a análise mais recente do Bitcoin.

O artigo Bitcoin on-chain: indicadores apontam que tendência de alta continua foi visto pela primeira vez em BeInCrypto.

Marketcrypto.com.br: News

EnglishGermanPortugueseRussian