Bitcoin em queda volta testar suporte de US$ 55 mil

Avatar



O Bitcoin continua em queda e volta testar o suporte em US$ 55 mil, após vários dias de vendedores operando com força no mercado. Na tarde desta segunda-feira (22), o Bitcoin voltou a registrar uma queda de 6% no mercado. Essa queda levou a cotação da moeda a US$ 55.610,00, zona em que a moeda digital testou no último dia 19 de novembro.

Vale lembrar que os ganhos do Bitcoin no mês já foram todos perdidos, com o Bitcoin operando em queda de 8% nos últimos 30 dias. No momento da redação desta matéria, o preço da moeda em relação ao Dólar segue em US$ 56 mil.

Já em relação ao Real brasileiro (BTCBRL), a queda do Bitcoin também sentiu um forte impacto, com queda de 6% nas últimas 24 horas, deixando cada moeda em R$ 318 mil. Esse valor ainda se mantém com ajuda do Dólar, que acabou estacionando em R$ 5,59 nesta segunda.

Porque o Bitcoin está caindo? Segundo o analista PlanB, o motivo é relacionado a vendas por medo com o caso Mt. Gox, uma antiga corretora hackeada e devolverá agora os fundos a clientes que podem vender suas moedas, causando um medo no mercado de queda nos preços.

Black Friday? Visão macro do Bitcoin segue otimista, mesmo com queda de testando suporte

O comportamento do Bitcoin em 2021 oscilou entre bons e maus momentos, independente do noticiário favorável da moeda. De qualquer forma, ao se observar o cenário macro de preços do Bitcoin, a situação segue favorável para quem se posicionou de médio a longo prazo.

Isso porque, mesmo com a queda de novembro, o Bitcoin ainda dá um retorno de 27% para quem investiu no dia 1 de outubro, início do quarto trimestre de 2021. Esse retorno é superior ao registrado no terceiro trimestre de 2021, que foi de 25%, e bem maior que o do segundo, que foi 40% negativo. Ou seja, mesmo com uma queda no mercado, ainda é positivo o cenário macro de médio prazo.

Retorno percentual do Bitcoin por trimestre em sua história, acesso em 22 de novembro de 2021
Retorno percentual do Bitcoin por trimestre em sua história, acesso em 22 de novembro de 2021 /Crédito: Skew

No consolidado de 2021, o retorno do Bitcoin em relação ao Dólar é de 94%, reforçando que muitos investidores ainda seguem com retornos em suas posições. De qualquer forma, é importante manter o gerenciamento de risco para a posição comprada no mercado, visto que a queda atual ainda não caiu abaixo da média móvel de 99 períodos em gráfico diário, indicando que no longo prazo o cenário ainda é de alta.

Os investidores que esperavam mais alta em 2021 agora ligam os alertas com a queda e muitos que aguardavam ver a cotação em US$ 98 mil como previa um indicador do analista PlanB podem ter que aguardar mais um tempo.

Vale lembrar que o principal ativo concorrente do Bitcoin, o ouro continua desvalorizando 2% em relação ao Dólar no ano, mesmo com a crise financeira provocada pelo aumento da inflação e desemprego persistindo no mercado.

Fonte: Livecoins

Marketcrypto.com.br: Livecoins

EnglishGermanPortugueseRussian