Bitcoin (BTC) se recupera após queda de 10%

Avatar



O Bitcoin (BTC) potencialmente atingiu o topo local de seu movimento de alta e agora está sofrendo uma correção de preço.

O Bitcoin atingiu uma nova máxima histórica de US$ 69.000 na quarta-feira (10). No entanto, o ativo caiu quase imediatamente em seguida, atingindo a mínima de US$ 65.982 no mesmo dia.

A queda foi precedida por divergências de baixa tanto no RSI quanto no MACD. Isso geralmente precede as reversões da tendência de baixa. Além disso, a queda foi combinada com um aumento perceptível no volume (ícone vermelho), que foi o maior desde 27 de outubro.

Se uma reversão de tendência ocorrer, as áreas de suporte mais próximas seriam encontradas em US$ 57.750 e entre US$ 53.770 – US$ 54.250.

O primeiro é o nível de retração de curto prazo de 0,382 de Fibonacci (branco). A última é uma área criada pelos níveis de retração de curto prazo 0,5 e 0,382 (preto).

Gráfico do BTC no TradingView

Suporte de curto prazo

O gráfico de seis horas mostra um enorme candle engolfo de baixa, causado pela queda. Este é um tipo de candle que cobre todo o candle de alta anterior. Além disso, ele apoia a possibilidade de uma queda contínua.

Além disso, o Bitcoin caiu direto na área de US$ 66.300, que deveria funcionar como suporte. O ativo atingiu a área de suporte de US$ 63.500 antes de voltar a subir (ícone verde). A área em breve coincidirá com uma linha de tendência de alta que está em vigor desde 25 de outubro.

Portanto, existe um forte suporte criado pela área de suporte de US$ 63.500 e pela linha de tendência de alta anterior.

Gráfico do BTC no TradingView

Contagem de ondas do Bitcoin

A contagem de ondas também apoia a possibilidade de que o BTC tenha atingido um topo local. Isso mostra que o ativo potencialmente concluiu a onda um (laranja) de um movimento de alta que está em vigor desde 21 de setembro.

A contagem de sub-ondas é mostrada em preto e sugere que o Bitcoin pode ter completado a onda cinco.

A alta foi atingida perto do alvo de US$ 70.500 dada pelo uso de um retraçamento externo de Fibonacci (preto) e projeção de Fibonacci (branco).

Se correto, o BTC pode cair em direção aos níveis de suporte anteriormente delineados, como parte da onda dois.

Gráfico do BTC no TradingView

A contagem de ondas alternativas sugeriria que o Bitcoin está na onda dois desde 19 de outubro. No entanto, ainda indicaria que ocorreria uma queda para pelo menos US$ 61.000.

Isso tocaria a linha de suporte do canal paralelo. Além disso, uma extensão na sub-onda c (preto) levaria tudo para US$ 54.300, alinhado com o suporte de longo prazo e as leituras da contagem anterior.

Gráfico do BTC no TradingView

O artigo Bitcoin (BTC) se recupera após queda de 10% foi visto pela primeira vez em BeInCrypto.

Marketcrypto.com.br: News

EnglishGermanPortugueseRussian