Bitcoin (BTC) se estabiliza acima de US$ 42 mil

Avatar



O Bitcoin (BTC) não conseguiu ultrapassar a área de resistência de US$ 44.000, sendo negociado dentro de um canal paralelo de baixa de curto prazo.

Embora haja sinais de alta de curto prazo, as leituras de longo prazo indicam que a tendência futura do Bitcoin é provavelmente de baixa.

Bitcoin se recupera de queda

Na segunda-feira (27), o BTC não conseguiu ultrapassar a área de resistência de US$ 44.000, criando um longo pavio superior e um candle de baixa. Com isso, outra queda de preço foi vista no dia seguinte.

No entanto, o ativo ter recuperado sua posição nesta quarta-feira (29) e está em processo de criação de um candle de alta.

Atualmente, o Bitcoin está sendo negociado perto da área de suporte de US$ 42.000 criada pelo pavio anteriormente mencionado. No entanto, os indicadores técnicos ainda são de baixa, uma vez que o MACD e o RSI estão caindo.

Portanto, até que a área de US$ 44.000 seja recuperada, a tendência não pode ser considerada alta. O suporte mais próximo é encontrado em US$ 38.000.

Gráfico do BTC no TradingView

Canal de baixa

O gráfico de seis horas mostra que o Bitcoin ainda está sendo negociado dentro de um canal paralelo de baixa. Esses canais geralmente contêm estruturas corretivas.

A criptomoeda está sendo negociada na parte superior deste canal paralelo após voltar a subir quando atingiu o nível de retração de 0,5 de Fibonacci. Além disso, tanto o MACD quanto o RSI estão subindo. Portanto, a leitura deste tempo gráfico indica que um rompimento desse canal seria o cenário mais provável.

Gráfico do BTC no TradingView

O gráfico de duas horas está alinhado com esta perspectiva. Ele mostra que o Bitcoin está seguindo uma linha de tendência de alta e voltou a subir após tocar nesta linha na terça-feira (24).

Além disso, tanto o RSI quanto o MACD estão subindo e o primeiro está em processo de ultrapassar 50. Se o BTC conseguir se manter acima da resistência de US$ 43.000, que é o nível de retração de 0,5 uma área horizontal, isso significaria que um rompimento do canal deve acontecer.

Gráfico do BTC no TradingView

Contagem de ondas

A contagem de ondas mais provável sugere que a queda de 7 a 21 de setembro foi uma estrutura corretiva A-B-C concluída. Nesse caso, as ondas A: C tiveram uma proporção muito próxima de 1: 1.

No entanto, o salto subsequente (destacado) não parece ser um novo impulso de alta. Portanto, há uma dúvida sobre a possibilidade de essa ser a contagem correta.

Gráfico do BTC no TradingView

Uma contagem alternativa sugere que toda a queda foi parte de uma onda W, indicando que o Bitcoin está em uma estrutura corretiva complexa e está atualmente completando a onda X.

A possibilidade de ser uma formação de onda 1-2/1-2 existe, mas atualmente parece improvável. Portanto, no momento atual, a contagem de ondas não pode ser determinada com precisão.

No entanto, as contagens mais prováveis apontam para uma alta de curto prazo, mesmo que o movimento de longo prazo seja consideravelmente de baixa.

Gráfico do BTC no TradingView

O artigo Bitcoin (BTC) se estabiliza acima de US$ 42 mil foi visto pela primeira vez em BeInCrypto.

Marketcrypto.com.br: News

EnglishGermanPortugueseRussian